Jana, vi um amigo poeta e pesquisador da área de Letras dizendo esses dias que com tantas oficinas…
Rafael Buarque Montenegro
31

Oi, Rafa! SIM! É uma coisa de geração mesmo, e realmente acho que tem tudo a ver com a Internet e a visibilidade que ela traz — e sim, isso é bom, mas é também ruim.

Eu também acredito que ninguém pode aprender a escrever como quem aprende a resolver uma equação. Mas eu acho que estudar escrita criativa é um caminho… Estudar não técnicas e o “beabá” de onde colocar cada elemento da história, mas sim estudar e se exercitar pra ver o mundo de uma forma diferente, pra estimular a nossa cabeça a fazer — do jeito dela, sem regras hehe — o que precisa fazer pra que uma boa história vá pro papel. Eu gosto muito da abordagem do Jeff VanderMeer naquele livro Wonderbook… ele enaltece todo o lado orgânico da criação, ainda assim aborda os diferentes elementos da história como se fossem órgãos de uma criaturinha viva que a gente pode observar pra entender. É bem legal. :)

E sem dúvida: escrever não é um caminho pra enriquecer ou ficar famoso. Não quer dizer que a gente não possa (ou não mereça), mas não é assim que as coisas funcionam e encarar o mercado dessa maneira só vai gerar frustrações pra todos os lados, além da proliferação desses “caminhos enlatados” para o sucesso.

Por isso que eu gosto de me cercar de outros escritores que pensam do mesmo modo, como você… Pessoas que estão preocupadas em fazer o melhor e se divertir com o processo. Me dá uma esperança de que, talvez, as coisas possam mudar em breve. :)

Like what you read? Give Janayna Bianchi Pin a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.