.

Morreu perdido! As balas o encontraram facilmente, uma a uma, não foi nada doce. Morreu pensando, sabe-se lá o que é a vida! Sabe-se lá o que é a vida !! Mesmo com a morte em sua cara, tomando conta de seus sentidos, mesmo assim nunca acreditou que morreria. Seu corpo é fechado, sempre foi fechado, então… o que é morrer pra quem nunca esteve vivo ?
 Daqueles olhos vitrificados , daquela aura cheia de reflexos, nada se aproveitou, nada foi extraído daquele ser escuro, esquálido, degradante e agora destronado da qualidade de ser humano. Ninguém umedeceu a sua pele seca com lagrimas, ninguém disse adeus ou deixou uma coroa de flores. Foi devolvido a terra assim como chegou: murcho, nu e esquecido.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Jasmim’s story.