Ocupando a Educação
André Silva
53

André, seu texto é muito bem escrito. Seu vocabulário é bom e você sabe apresentar suas ideias de um modo eloquente e organizado. Mas quanto a idéia, eu discordo plenamente de você.

Acho que essas ações dos “estudantes” são na verdade uma pseudo-rebeldia contra o estado, motivada pela vibe de protestos dos últimos anos e igualmente sem um propósito inteligente.

Estão agindo com vandalismo; destruindo as escolas que eles supostamente desejam “proteger”. (Ah sim, é só uma minoria que está furtando e destruindo.).

Se o governo têm objetivos “ocultos”, se tudo é uma estratégia para economizar dinheiro, ou seja lá o motivo, que protestem contra o governo.

Qual é de fato o grande problema em separar crianças de adolescentes?

Já pensou em como isso pode reduzir a influência negativa? E quanto aos agressivos covardes que se aproveitam dos menores?

Hoje um adolescente pode ser um péssimo exemplo pra uma criança em desenvolvimento.

Além disso, ainda existe a oportunidade de se criar um programa de ensino que seja implantado na escola considerando a faixa etária dos alunos. Algo que seria muito bom para avaliar o desempenho do ensino.

A educação no Brasil é uma vergonha e os protestos destes estudantes servem para comprovar isso.

Existem tantas possibilidades positivas dentro dessa mudança, será que é tão complicado ponderar melhor a ideia?

Você diz:

Esta ocupação das escolas em São Paulo tem sido certamente uma das oportunidades mais lindas que apareceram nos últimos anos, especialmente pela maneira como está se desenrolando.”

Você só pode estar sendo irônico e eu incapaz de traduzir a ironia.

Eu acho que esta tem sido uma das maiores demonstrações de ignorância e falta de civilidade dos últimos anos. E penso que seria pelo menos justo obrigar todos esses estudantes a pagar por tudo que foi destruído.

O que deve ser feito com quem invade e rouba?

Nós conseguimos acabar com o conceito de “protesto” quando saímos às ruas manifestando com ar de festa. Agora temos estudantes agindo feito animais dentro e fora de escolas. Lamentável!

Não estou defendendo o governo, mas eu lamento muito mais por ver esse tipo de atitude, do que saber o quão lesado é o ensino por conta da falta de empenho do estado.