Querido Pupu

Se é que ainda posso te chamar assim. Mas vamos lá, queria escrever uma carta mas eu ia falar mil clichês com coisas que você já está cansado de saber.

Resolvi fazer uma lista!

  • Primeiramente você quebrou meu coração.
  • Obrigada por me ensinar que não devo me entregar a qualquer um que me de um pouco mais de afeto.
  • Você não tem o direito de me chamar de puta.
  • Sim eu vou beijar/transar com alguns amigos e conhecidos seus, assim como você sempre fez comigo.
  • Ainda tenho todas as “nossas músicas” numa playlist escondida no spotify.
  • Você não me conhece, apenas a parte que eu quis te mostrar.
  • Eu sei que fui errada e que te magoei também.
  • Eu enlouqueci por gostar de você e o amor não é suposto a fazer isso.
  • Tudo que eu te pedi desde o início foi para me falar que não sentia a mesma coisa.
  • Eu amo você!

Não sei como ainda consigo, devo realmente amar muito você, apesar de tudo, te desejo apenas coisas boas. Rezo e torço para que você acorde um dia e veja que essa vidinha que leva, não leva ninguém a lugar nenhum.


Ps.: “Te ver bem me faz bem” ❤️

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.