Ventania

/

Ainda fiquei de falar

Da ventania que dá

Que leva minha mente pro rio

Que assopra minha mente pro mar

/

Que leva minha mente pra Beira-mar [ou pra’quela capela que tem lá perto]

Em plena madrugada de chuva

Quem eu seria se não pudesse morar

Onde a ventania faz curva?

/

Ainda fiquei de lembrar

Daquela ventania que dá

No meio da madrugada

/

Que faz questão de levar

Esse poema pro mar

Pra se fazer alvorada!


> >>>>>>>>> Avia! Nêgada!<<<< <<<<<<< <