Direto De 69.

O pequeno universo do rock que me interessa vai de 69 até mais ou menos 85.
Aquele momento de decadência do flower power, já antecipado pelo Zappa lá no meio dos 60, a chegada dos 70 e o começo da crise no ocidente capitalista.

Mesmo tendo nascido em 75 e vivido o último suspiro mediático do estilo, lá pelos anos 90, tudo aquilo já me cheirava a mofo, e o passado parecia cada vez mais vivo, transgressor e brilhante a medida que os sons chegavam, mais facilmente e baratos, aos meus ouvidos curiosos.

Não me chamem de velho, ou talvez eu ja tenha nascido velho, mas aviso aos chegados agora, daqui para frente, nem o rock e nem a música terão a importancia que tiveram no século XX.

Vocês tem seus jogos, sua própria realidade paralela virtual e cheia de impossibilidades, ao alcance dos dedos, e sua própria mitologia em construção.

Se visitarem o século XX, visitem com ares de arqueólogos e não com saudosismo do que não viveram, esse transtorno que paralisa e emburrece o que é humano.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.