Aquele em que dormi tirando a lente de contato

Como vocês já leram aqui em relatos passados, existe uma coisa que potencializa meu sono no modo ao cubo: a bebida alcoólica. Eu tive alguns momentos da minha vida bohêmia em que acertei o ~ficar louquinha. Porque era muito mais comum me vendo ou passando mal, ou não lembrando muito da noite, ou dormindo.

E foi numa virada de ano novo com a família (pq nunca tivemos pudores com drinks lá em casa) em que viajamos e estávamos numa festa de hotel. Mesmo sendo muito chique e requintado, a Jé não sabe brincar de ~open. Foi nessas que perdi o número de quantas piñas coladas eu já tinha bebido e de que horas que eram quando me disseram que a festa tinha acabado e era momento de dormir.

Eu tenho miopia e por muito tempo usei lentes de contato, agora já desisti da função que isso envolve. Mas no dia sim, estava usando meus olhos falsos. Na hora de me arrumar pra dormir, sem conseguir me equilibrar no ~quatro~ mais, eu fui pro banheiro tirar as lentes de contato. Lembro vagamente de eu rir sem parar pq a lente estava grudada no olho. Mas então aconteceu: eu peguei no sono de pé, na frente da pia, com uma das lentes na mão e a outra no olho. Assim, apenas assim. Fui acordada por uma mãe bem preocupada com essa situação, tive um pouco de ajuda pra tirar a outra e dai fui pra cama quentinha.

Se eu consegui salvar esse par de lentes? Sim, no fim, foi a mãe que salvou, pq acho que se eu tivesse passado mais de 10 minutos dormindo em pé naquela situação o desfecho poderia envolver não ver os passeios no dia seguinte.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.