O começo do fim — Parte II

Fui decidida a dar uma basta
O coração chorava, 
Mas dos meus olhos 
Não caia uma lágrima
Covardia era viver aquela agonia
Assumir que acabou? 
Ironia
Você me viciou mais que cocaína
Pensar que não sentiria mais seus beijos, abraços e cheiro...
Recaída
Você disse que não ia acabar
Não ali, não agora
Confiei
Fomos pr’aquele hotel barato
Acendi um cigarro
Aquele olhar não me pertencia
Preocupado
Machucado
Inverno na alma
Inverno era minha companhia
Pedi pra acender a sua lareira
Me esquenta
E em um compasso desenfreado, desesperado, me possuía com a mais linda dor de uma despedida
Adeus amor
Adeus calor
Adeus você.