Desculpa

Comecei esse texto sem a mínima ideia do que escrever, sinto apenas agonia e preciso botar pra fora, farei isso da unica maneira que sei fazer, escrevendo.
A sensação é medo, ansiedade, vontade de chorar, eu conheço essa sensação, mas lidar com ela é sempre complicada, porém, hoje, temos um ponto a mais, estou assim por conta de outra pessoa e isso meus amigos é a pior parte.

Sabe quando o medo é seu? Mesmo que novo, você reconhece os sinais que seu corpo está transmitindo, e quando isso vem do outro? Quando você quer chorar porque alguém que você tanto gosta está triste? Como resolver o que só o outro pode fazer por ele mesmo? É o ponto que chegamos, incapacidade é o sentimento que me faz sentir tudo isso. Estou triste.

Estou triste e não sei como resolver e é nessas horas que eu penso “poxa, poderia estar ao lado dessa pessoa e deixa ela deitar no meu colo enquanto eu afago seus cabelos”. Estou triste, não porque minha felicidade dependa disso, mas porra, eu queria tanto seu sorriso, que sorriso lindo da porra.

Estou triste e ao invés de escrever poesia, escrevo desabafos sem eira nem beira, sentido ou função.

Estou triste, choro e escrevo.

Jeniffer Noronha

Like what you read? Give Jeniffer Noronha a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.