O que é Marketing 3.0, Marketing Multinível e Pirâmide?

Autor: Jennifer Souza.

Olá!

Trouxe algumas informações referentes aos 3 termos, para que você consiga diferenciar o que é cada um.

Vamos lá?

MARKETING MULTINÍVEL — Imagine uma equipe extremamente organizada, dedicada, onde as pessoas ganham de acordo com o desempenho de cada um e o responsável pela equipe também ganha. Isso é o MMN, comumente conhecido como Marketing Multinível.

O MMN teve origem nos EUA em meados de 1940. De lá para cá, moldou-se conforme os tempos conseguindo adaptar-se a diferentes momentos da economia mundial.

Aqui no Brasil existem muitas pessoas que vivem desse negócio, tendo como profissão principal ou consolidando com outra atividade.

Segundo Edmundo Roveri, especialista em Marketing Multinível, “O marketing multinível é um modelo de remuneração utilizado para manter a força de vendas de produtos e serviços, onde o pagamento de comissões, bônus ou prêmios são destinados não só ao profissional que faz a venda como também a sua linha patrocinadora”.

Um detalhe importante sobre o Marketing Multinível: ainda que não entrem pessoas no negócio, se os que já estão participando continuarem vendendo, a empresa continuará gerando receitas.

PIRÂMIDE — Esquema proibido em muitos países, a Pirâmide se trata de marketing multinível sem fundamento real, ou seja: o serviço ou produto que é oferecido não existe realmente ou não é a origem de recursos obtidos pela empresa.

Existe também outro detalhe sobre as pirâmides que deve ser lembrado: esse esquema de negócio tem prazo de validade. Conforme as pessoas vão deixando de participar, os ganhos também entram em queda. Então, com o passar do tempo a presença de pessoas vai deixando de existir.

MARKETING 3.0 — Esse foi deixado por último pois, antes de definir o que é e como funciona, é necessário entender as evoluções do Marketing para chegar até aqui.

O Marketing passou por três importantes fases e cada uma refletiu e muito como era necessário adaptar-se para conseguir atingir as pessoas.

Marketing 1.0 — Na época em que esse tipo de marketing estava ativo, não havia preocupação por parte de quem oferecia produtos/serviços em realizar segmentações. Os clientes quem deveriam se adaptar ao que era oferecido pelas empresas na época.

Não havia um esforço para entender o que os clientes necessitavam, simplesmente os produtos/serviços eram feitos e vendidos.

Essa foi a “Era do Produto”, que perdurou o período de 1820–1970.

Marketing 2.0 — Passando esse período, o consumidor passou a se informar mais sobre o que estava adquirindo e começou a usar a Internet para poder ter uma decisão mais assertiva. Foi criado então, o Marketing 2.0, pois as empresas entenderam o posicionamento dos clientes e tiveram de se adaptar a isso.

Esse tipo de Marketing teve a finalidade de estabelecer a ideia de segmentação e também, fazer o necessário para entender o que os clientes necessitavam, conseguindo assim expandir as suas linhas de produtos para cada tipo de consumidor.

O Marketing 2.0 então trouxe para os clientes a ideia de que eles tinham sempre a razão (agora você sabe onde começou esse bordão), e então, instaurou-se a “Era do Consumidor”, que perdurou o período de 1970–1990.

A partir daí ocorreram ainda mais transformações no mercado, na economia, e o marketing acabou acompanhando todas essas mudanças.

As pessoas tomaram consciência de que a sustentabilidade era algo importante, que os problemas com o meio-ambiente afetavam todos de modo preocupante e então, os clientes começaram a questionar as empresas quais eram suas ações efetivas com relação a isso. Começaram, também, a cobrar na internet posicionamento das empresas para com seus produtos/serviços, seja no site ou nas redes sociais que as empresas tivessem.

Surgiu então, o Marketing 3.0, que trouxe a ideia de que o que deveria ser vendido não era o produto e sim, qual sensação que eles causam nas pessoas.

Esse tipo de Marketing surgiu na Era do Marketing Centrado no Ser Humano, que teve início em 2010. Os clientes dessa era são extremamente conscientes de seus direitos e deveres.

E aí, gostou do conteúdo?

Continue acompanhando para saber mais!

Deixe o seu comentário. :D

Até o próximo artigo.