|Cão Noturno|


Para escrever sobre essa banda do RJ, eu parei o que estava ouvindo e coloquei Ultraje a Rigor.

E saiba que eu estou sofrendo por isso.

Eu preciso entender o que leva uma pessoa a assumir um vocal sendo que ela é desprovida desse dom, e o Roger é a melhor pessoa nesse quesito.


Ruim.

O Roger é muito ruim.


Mas o som de hoje era dos caras do Cão Noturno, e quando ouvi, lembrei do Ultraje, e juro, as 2h da manhã, to me arrependendo de ter parado “Oceano”.


A banda Cão Noturno é um Ultraje piorado, mas muito, muito, muito mais ruim.

Um amigo definiu como: ‘um Cazuza e Marcelo Nova que não deram certo’


A primeira música que ouvi foi “Leopoldina”, que começa com uma gaita incrivelmente maravilhosa (e quem me conhece sabe que eu tenho uma queda enorme por gaitas), mas ai surge um vocal tão fraco, ruim e desafinado que eu quis chorar.

Cortar os pulsos na verdade.

A única coisa boa nessa música é a gaita que eu juro pelo Steven Tyler, é boa mesmo.

Ouçam:

Tinha mais 3 músicas para eu ouvir antes de desistir da vida, então eu segui o jogo e vos apresento mais 3 sons (ruins).

“Mais forte que a morte”

“Insano”

“Não acredite”

Eu sinto muito, não tenho mais nada a falar.

Segue o jogo

“…você está sozinho, mas sabe exatamente pra onde deve começar a andar…”

#pas