|O saco da vida a dois|

Vou contar pra vocês como a vida a dois é um saco, e perdoem o quadro na parede, foi em um airbnb.

Estar com o Leo é magnífico.

Eu não consigo em palavras explicar o que eu sinto por ele, quando estamos juntos, fazendo qualquer coisa, é tão especial, que acaba sendo uma extensão de mim mesma.

É como se eu e o Leo fossemos um só.

Sei o que você está pensando: ‘Jenni a melancolica, a apaixonada, a sonhadora…’ e apesar de ser tudo isso, nossa história tem um Q de realismo muito grande.

Vocês nem imaginam!
Tão grande que se eu te contasse, você não acreditaria. E se acreditasse, não entenderia.

Como o próprio Leo define a porra toda.


A questão é que sim, eu amo o Leo, se não amasse nada faria sentido nesse texto. Mas o principal ponto que você deverá prestar atenção é o próximo capítulo.


Morei sozinha por 7 meses.

7 fucking meses, em que TUDO aconteceu na minha vida, inclusive o Leo.


Quando você mora sozinho, e depois que você acostuma com o fato de estar sozinho todos os dias, ter alguém é um saco.

Há exatos 4 meses, é um saco o Leo ter que sair pra trabalhar.

Eu juro que ele sai da porta de casa, chega na avenida e tem WhatsApp ou dele no meu, ou meu no dele.

E isso prolonga o dia todo, até que o Leo volte pra casa.

Assim, nesse nível.


E não ache você que são assuntos chatos, do tipo: que hrs vc volta, ou com quem você está, as msg são por ex: na volta vamos almoçar juntos, esqueci de tirar o lixo ou (pior) to com sdd.

Na real o ‘to com sdd’ sempre rola!

Então não ter o Leo em casa durante a semana, é um saco.

E longe um do outro morremos no lago obscuro da solidão.

Não estou exagerando.

O Leo quando viaja me deixa comida (que eu não como), me deixa dinheiro (que eu não uso) e me deixa recados grudados na geladeira (que eu não vejo), pelo simples fato de que: QUANDO ELE SAI PELA PORTA DE CASA EU ME RECUSO A ME LEVANTAR DA CAMA.

Chamo de leve depressao.
Alguém deve explicar…

Eu sei, você vai fechar o texto agora e vai dizer que eu sou mimada, ou que somos doentes, mas eu te direi amigo: você nunca amou haha e conviva com essa verdade, é dura, mas é tua.

Eu, por outro lado, fico desidratada, em cima da cama, esperando a fechadura da porta fazer barulho…

mas amando!

Por esse motivo, repito pra vocês, ter alguém em casa é um saco!


O Leo é o cara mais desorganizado da Terra (para assuntos caseiros) e ele tem a velha mania de fazer tudo no tempo dele (isso pode ser com a pressa de um carro a 180km ou com a lerdeza de uma tartaruga), depende do dia e da minha tpm haha e por isso, quando o Leo não ta em casa eu sinto falta da bagunça dele.

Um saco!

Da porra da toalha molhada que ele deixa na cama, do pente que ele larga na frente do meu espelho, das canetas que ficam espalhadas pela mesa e pelas inumeras ideias que ele larga pela casa!

Isso faz falta, e isso também é um saco!

Quando você encontrar uma pessoa como eu encontrei o Leo, eu desejo de coração que você viva os 100% de intensidade em que nós dois vivemos.

Temos dias arduos, brigas desnecessárias, ciumes idiotas, mas temos um amor incrivelmente louco e inexplicável, que faz eu dizer a todos vocês amigos, que não existe a possibilidade de não ter o Leo na minha vida.


E todos os dias em que ele vai estar longe de mim serão um saco, e eu espero que no meio do dia, e no final da madrugada ainda consigamos nos abraçar, nos beijar e dormir com as mãos dadas, como fazemos a exatamente 1 ano!


Obrigada Leo!

*** Que tal levar 5 amigos para ver o show do The Who, Aerosmith, Bon Jovi, Guns N’ Roses ou Maroon 5 NA FAIXA? O PayPal te ajuda. Descubra aqui: http://influhub.com/A34B . ***