S-P-A

Cruzamento da Av. Washington Soares com Av. Almirante Maximiniano. Sinal fechado. 13:10 pm.

Andado apressado, cabeça baixa, celular na mão e um sol estilo Deserto do Saara. No crânio torrando, começa a sessão 15.02 da Câmara dos Pensamentos. O Boleto grita lá atrás:
- Vou vencer amanhã! Vai me pagar não?!

O Email, todo apertado, puxa o microfone:
- 257 emails não lidos. Promoção na Cultura, vídeo novo do canal aleatório, devocional do dia, oferta de curso.Aperta o F5, meu fih!

O celular vibra. Vem o WhatsApp, Facebook, Instagram, Twitter, Médio. Meus dedos digitam o mais rápido que pode, rápidos como coice de bacurim. O sinal de data. Eu respiro fundo. Uma moça, toda a suíte do trote da Unifor, passa e pergunta: 
- Que horas? 
- T-horas! 
- É o que, menino ?! 
- Te-tle-treze horas, moça. Desculpa.

Parado, olho pro sinal e me fico pensando:
- Eu vim fazer o que mesmo, hein?

Apresento-lhes a vida de uma pessoa que tem síndrome do pensamento acelerado.