Coluna no Jornal Rotta, 16/2/2017

Lula X Bolsonaro. O ex-presidente petista e eterno réu em diversos processos Lula da Silva está em primeiro lugar em pesquisa CNT/MDA, encomendada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte). Na espontânea, onde o entrevistador pergunta à queima roupa para o popular em quem ele votaria para presidente, sem mostrar cartão ou disco de opções, Lula tem 16,6% contra 6,5% de Bolsonaro. Aécio fica em terceiro com 2,2%, seguido por Marina Silva (1,8%), Michel Temer (1,1%), Dilma Rousseff (0,9%), Geraldo Alckmin (0,7%) e Ciro Gomes com 0,4%. Em cenários com opções (estimulada), Bolsonaro fica sempre em terceiro ou quarto lugar.

Ainda é cedo. Muita gente no meio político dá como certa a morte eleitoral de Lula, independente dos processos que correm na justiça. Esta coluna não acredita e aposta R$1,00 que se as eleições fossem hoje, o petista levaria. Mas não são hoje, ainda bem. O país tem pouco tempo para depurar as suas possibilidades políticas, colocar na cadeia quem cometeu crime e mandar um aviso para quem acha que pode passar impune. Quem sobrar, que concorra em 2018.

Governo RS. Já se fala em Onyx Lorenzoni, do Democratas, como candidato ao governo gaúcho. Uma boa dica ao TSE seria a exigência, para todos os candidatos ao Piratini, do registro em cartório das intenções financeiras, algo do tipo “origem do dinheiro” para tocar o nosso cambaleante Rio Grande. Acompanha o registro uma medalha por coragem.

Aeroporto. Fotos recentemente publicadas no Facebook por diversos usuários mostraram o caos no aeroporto de Passo Fundo, com a operação simultânea de dois voos. Nosso campo de pouso não cansa de passar vergonha. E coisas piores não acontecem por pura sorte ou paciência de alguns envolvidos diretamente com a situação.

Expodireto 2017. Neste ano, com uma novidade. Além de despertar a lembrança da falta de uma feira de porte similar em Passo Fundo (RIP Efrica), a festa da Cotrijal também marcará o final da operação local da Avianca (que trocará de avião e nossa pista não suporta o modelo novo). Já teria cancelado, mas deu uma ajudinha de última hora para a região, adiando a data para o final da feira. Parque da Efrica e Aeroporto, dois problemas que andam de mãos dadas na cidade (e na mente de todos os ambientalistas). Trágico.

Crise nos açougues. Os donos de pequenos e médios estabelecimentos de revenda de carne estão de cabelo em pé. A portaria 66/2017 do estado criou várias exigências para os açougues, como temperatura máxima de 10ºC para a sala onde a carne é moída, proibição de venda de empanados e temperados (a típica bacia de coxa e sobre-coxa temperada) e outras práticas. Pode ser o fim para muitos estabelecimentos. Daqui a pouco, churrasco só com carne de bandeja, no balcão da grande rede.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.