A Web que temos que salvar
YOUPIX
38812

Embora o paralelo com a televisão seja interessante, as novas mídias (sejam estas redes sociais, o próprio Facebook ou os avanços tecnológicos — como o acesso fácil a internet de dados por celulares comuns e smartphones) são individualistas. Pode haver coisas em comum em algumas “timelines do facebook”, mas a minha será diferente da sua, sempre, nem que minimamente.

A televisão, por outro lado, transmite a mesma informação a milhares de pessoas ao mesmo tempo. Isso torna este veículo uma mídia de massa (feita para todos) e também uma instituição social, pois além de transmitir entretenimento, a TV também age como campo para debates (homossexualismo, racismo, respeito às classes mais baixas). Sem falar que a programação da TV segue padrões que são pré-estabelecidos há anos, enquanto que a “minha Timeline do Facebook” está em constante mudança.

Muito boa a avaliação, gostei mais da parte da vigilância, essa sim eu concordo. Ressaltando: “ Quando o Facebook nos conhece melhor do que nossos pais com somente 150 curtidas, e melhor do que nossos companheiros com 300 curtidas, o mundo fica muito previsível, tanto para os governos quanto para as empresas. Eprevisibilidade significa controle.”

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.