A roupa não se lava sozinha

Este texto é um relato pessoal misturado com histórias que conheço. Posso garantir que muitas pessoas vão se identificar porque todo mundo pode passar por isso um dia. Alguns vão morar só, outros vão dividir com amigos e ou morar junto com namorido, namorada, enfim, do que a pessoa quiser chamar.

Para as pessoas que vão morar só ou dividir com amigos: liberdade, oh liberdade! Realmente conseguimos a liberdade e junto com ela a responsabilidade de pagar aluguel, água, energia elétrica, alimentação, internet (item importantíssimo), nossas saídas, as roupas, calçados etc. Não se esquecendo é claro que por mais que você tenha a máquina de lavar roupa, o sabão em pó, você vai ter que pelo menos colocar tudo na máquina. Nessas horas você aprende como é importante diferenciar comida queimada de cozida. Dividir com amigos também significa que todos são diferentes e o fato de eu fazer arroz com alho signifique que o outro goste vai gostar. Ahh, eu durmo cedo, o outro dorme tarde, provavelmente alguém vai ter que falar mais baixo em consideração.

Para as pessoas que vão morar com seu namorado, namorada, namorido… Vocês podem se gostar bastante, mas terão que aprender que parceria é mais do que estar com seu amado nas festas. São todas aquelas coisas citadas anteriormente e o acréscimo do fato que vocês terão que dividir. Que tipo de divisão? Poxa, não era união isso? É aprender a dividir as contas que chegam todos os meses, é se apertar um pouco porque este mês tem uma parcela da geladeira, é alguém lavar a louça enquanto o outro faz a comida. É segurar as pontas porque um acabou ficando desempregado ou doente. É entender que às vezes alguém largou uma toalha na cama, mas aí não é preciso fazer um escarcéu e provocar a terceira guerra mundial, é possível pedir um por favor, retire da cama.

Nossa, mas aí só tem desvantagem… Não é bem assim. Com certeza você vai amadurecer tanto que aprenderá o que de fato é importante para você. Vai se conhecer e ter autonomia para decidir tudo na sua vida. Vai aprender a ter controle financeiro porque se gastar tudo, você fica zerado até o próximo mês. Para quem mora só, pode às vezes se sentir só, o que é normal. Para quem mora com alguém vai aprender que conviver é uma arte que só os realmente engajados continuam, porque um ser humano não é igual ao outro. Mas com tudo isso, posso dizer uma coisa: vale a pena…