Atraso é a principal reclamação realizada por usuários de transporte público

De acordo com o aplicativo Fiscaliza Tu, mais da metade das denúncias são sobre atrasos dos coletivos

Foi divulgado o primeiro relatório mensal do aplicativo Fiscaliza Tu, que recebe denúncias sobre irregularidades do transporte público de Porto Alegre. O documento destaca que 55% das denúncias recebidas são sobre atrasos dos coletivos públicos.

Entre o mês de abril e maio, cerca de 400 reclamações sobre irregularidades do transporte público foram enviadas pelos usuários. As denúncias de atraso referem-se ao descumprimento do horário de chegada da linha de ônibus na parada em relação ao horário divulgado pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). O tempo de espera pelo passageiro varia entre 15 e 40 minutos, de acordo com o relatório.

As 12 linhas que mais receberam reclamações são:

375 — Agronomia/Informática, 187 — Padre Reus, 186 — Liberal, 281 — Campo Novo, 340 — Jardim Botânico, 178-— Praia de Belas, 431 — Carlos Gomes, T10 — Triângulo/Antônio de Carvalho, T9 — PUC, T7 — Nilo/Praia de Belas, D43 — Universitária Direta e 262 — Jardim Vila Nova.

Com 23%, a superlotação dos veículos é a segunda denúncia mais realizada pelos usuários. Outros 21% são reclamações relacionadas ao sucateamento dos veículos, como porta, janela ou campainha que não funcionam. Apenas 1% são de aspecto positivo. Ao total, 105 linhas de ônibus receberam denúncias.

O aplicativo foi desenvolvido pelo mandato da vereadora Fernanda Melchionna, do PSol. “Nós queremos, sim, contrapor os dados da EPTC com os dados da realidade trazidos pela população, porque, lamentavelmente, nós sabemos que a EPTC não fiscaliza as empresas privadas, que a EPTC tem se abstido de aplicar multas, que são previstas pela lei nos casos de atraso, a várias empresas”, afirmou a vereadora em discurso na 42ª Sessão Ordinária na Câmara Municipal de Porto Alegre.

Em resposta, a EPTC divulgou o seguinte comunicado à reportagem: “Os dados do aplicativo citado foram recebidos e já estão com os técnicos da empresa. Eles servirão de embasamento para as ações diárias de fiscalização de transporte realizadas pelos agentes da EPTC, assim como as ligações do fone 156, e demais queixas recebidas de outros canais de comunicação. Até o momento, mais de 2.5 mil autuações foram registradas por descumprimento de tabela horária nos ônibus da Capital”.

Moradora do bairro Jardim Vila Nova, Janifer de Lima de 35 anos, relata que já esperou 40 minutos pelo ônibus. “A situação é mais grave no Centro, lá se forma até 3 filas à espera de um ônibus”, afirma a passageira.

O aplicativo Fiscaliza Tu está disponível desde março para celulares do sistema Android, através do link da loja da Google Play. As denúncias também podem ser realizadas pelo site www.fiscaliza.fernandapsol.com.br.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Jessica Montanha’s story.