A origem

A gente cresce aprendendo que a cor do mar é azul, que a da grama é verde, que a do sol é amarelo… Assim pegamos o giz de cera e desenhamos na folha do papel. Mas será que os meus tons de azul, verde e amarelo são os mesmos que os teus? A gente apenas assimila que a aquela cor tem o mesmo nome da qual imagina-se. Para mim pode haver tons distintos, meio verde, meio roxo e por aí vai. Para o restante, o nome da cor é azul e assim sucessivamente.

Vivemos. Estamos sempre vivendo. Sonhamos. Estamos sempre sonhando. Até que, de repente, despertamos. E como a gente sabe se é um sonho ou se é realidade? A gente só tem a resposta para essa pergunta quando a gente, de fato, acorda e pensa: “Foi apenas um sonho.”, mas existe alguma garantia de que não iremos acordar?

Nos sonhos a gente nunca sabe como chegou a um determinado lugar. Simplesmente estamos nele, tudo se materializa, flui natural. Agora, diga-me, como a gente chegou aqui mesmo? Tu lembra de estar na barriga da tua mãe? Os estudiosos dizem que só criamos memória depois dos dois anos de idade, outros dizem que o Big Bang originou o mundo… Mas isso pode ter sido apenas um sonho de outras pessoas.

E assim sucessivamente, um ciclo (quase) sem fim.

Abril/2014

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.