Meritocracia

‪#‎meuprimeiroemprego‬ foi voluntário. Todos os lugares pediam profissionais com experiência e o máximo que se ganhava era um salário mínimo. Durante e depois da faculdade, vi vários profissionais ficarem pra trás por questões salariais e de experiência (que mesmo com um milhão de graduações sempre parece ser insuficiente). Ano passado vi um professor que faz um doutorado por ano se sentindo desvalorizado no emprego que ele amava.

E ai recentemente dois casos que me chamaram a atenção: uma matéria falando sobre dois dos três filhos de Bonner e Fátima Bernardes que estavam estagiando na Globo sem participar da seleção (que é bem concorrida entre os profissionais da área) e nessa última semana a notícia de que um filho e uma filha de Eduardo Campos agora tem cargos no governo sem terem um preparo significativo pra isso, sem possuírem experiência, apenas por serem “da família” do cara. (E não é por necessitarem que eles ganharam esses empregos, já que recebem uma pensão beeem gorda desde que o pai morreu).

Tá errado, e todo mundo sabe. Mas todos deveríamos pensar um pouco além desses casos e ficar atentos pra as pequenas corrupções do dia a dia, que acontecem do mesmo jeito — só que numa proporção que chama menos a atenção. Como quando você, dono de empresa, coloca seu filho pra trabalhar nela em um cargo bem alto sem ele ter conhecimento nenhum. Ou quando você, pessoa responsável por contratos, chama alguém pra fazer o serviço só porque é seu amigo e precisa de uma graninha (mesmo que a pessoa não seja boa). Ou quando você valoriza que alguém continue numa empresa só pq essa pessoa conhece o rei da Espanha — quando ela é péssima no que faz.

Uma vez li que você não deve valorizar nas pessoas coisas pelas quais elas não se esforçaram. João não se esforçou pra ser filho de Eduardo, ele nasceu nessa posição. Ele não estudou, batalhou e se preocupou em saber tudo pra estar nesse cargo. Como alguém vai valorizar desse jeito? Como a irmã dele vai valorizar se nem se formou e a galera tá agilizando os processos pra ela assumir? Como os filhos de Bonner e Fátima vão saber que começar de lá de baixo é bom pq as coisas na vida não são assim tão fáceis? E como o seu filho vai saber? Você tá com sua consciência tranquila? :)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.