Depois da primeira violação do amor todo e qualquer ruído parece com o fim. Depois da primeira violação do amor qualquer respingo exagerado é capaz de fomentar uma tempestade. E os trovões atingem as áreas mais insolúveis da casa - se é que agora podemos chamar assim. E quando voltamos para ela reconstruímos novamente algo parecido com aquilo que nunca mais vamos ter de novo. Um arquiteto não conseguiria fazer melhor por nós. Nem os ciganos preveriam mudança maior que o grande acontecimento. Nem os médicos atestariam um tempo, nem as freiras rezariam o pai nosso se eu contasse que nosso amor tão bonito e puro já foi violado. Minha mãe morreria de remorso. Meu pai diria ‘eu te avisei’. mas eu insisto. Depois da primeira violação do amor o coração ferve com qualquer batida mais violenta. Você passa a ver o mundo de forma mais crua ou psicanalítica como diria meu amigo. Depois da primeira violação do amor os rumores se espalham entre todos os cômodos, as pessoas te chamam de forte e dizem que não conseguiriam passar pelo mesmo. Nem você conseguiu. Porque ao ser violado o amor se torna incrédulo aos estranhos e infiel as fantasias - as vezes me pego imaginando que tudo foi um sonho e nosso amor ainda está limpo das sujeiras do mundo. Mas não está. Sofrer também é uma escolha.