Fugas da Realidade

Não tem como eu não refletir sobre o assunto agora.

É uma coisa que minha singela mente humana é incapaz de compreender. Qual o sentido de consumir alguma substância para fugir da realidade? Qual o sentido de ir a uma festa, escolher o álcool à companhia de alguém? De ir em uma festa de musica eletrônica com amigos, usar algum tipo de droga, e simplesmente sair da realidade?

Talvez o mal de nossa mente seja querer sempre algo melhor do que já tem. Nosso simples egoísmo de sempre querer mais. Acho que não sabemos de fato aproveitar o presente, o hoje, mesmo que um dia essas palavras tenham servido de lição de moral, saindo exatamente da boca de alguém que usa dessas fugas de realidade.

Sim, uma escolha é feita no momento que você coloca na boca, a primeira gota de álcool, o primeiro trago de um cigarro, ou a primeira parte de uma droga. Essa escolha foi feita por você e mais ninguém. Alguns falam que bebem para ficarem “felizes”. Mas você já por acaso pensou na consequência? Já pensou que talvez a felicidade esteja bem ao seu lado, buscando a noite toda por atenção? Que se mata, faz de tudo por você, até engolir as piores coisas, só pra estar ali naquela simples e singela companhia?

Sim, a escolha foi feita, a fugir da realidade, ao invés de vive-la. A escolha é tão óbvia e significativa, que as vezes essa substância te impede até fisicamente de abraçar uma pessoa que é importante pra você. Esse estado pode ser bom pra você, te dar um prazer momentâneo, mas perceba que pouco a pouco, fere a você, e a quem está ao seu lado. Gota por gota, trago por trago, vai dissolvendo tudo o que preza.

E depois perguntam por que eu não bebo.