Imagem: wallpaperswide.com

Ela

Sinta o medo que venho lhe trazer
da angustiante dúvida
na temerosa esperança
do sofrimento em viver

Ainda que me temas
sua alma cansada clama
por coisas imateriais
que deuses não podem conceder

Seu corpo vai perecendo
seus sentidos não o guiam
os olhos lhe enganam
o coração finge permanecer

o tempo trabalha com maestria
prolonga a noite
encurta o dia
ampliando vossa agonia

o amor da lugar ao ódio
o carinho, ao desprezo
meu papel aqui foi cumprido
não me canso de te ver sofrer.


Originally published at quocientemente.wordpress.com on November 26, 2014.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.