PÉROLA

Te vejo com o coração e te amo com os olhos,
Penso com a pele e sinto com a mente
Desfaleço quando andas, mas vivo para te deixar passar

Pérola morena, de brilho despretensioso, 
Chega toda sorrateira e derruba este moço
Já há tempos que resisto, por que me roubas assim?

Assim de mansinho quando ri de mim,
Assim insistindo em algo aqui dentro...
Assim às cinco pras cinco, contando o tempo
Tic tac, é hora de voltar menino...

Volta à realidade,
Onde sonhos devem repousar
Onde pérola morena enamorada vai ficar
Lá adormecida no sono da paixão, 
Quietinha delicada como rosa no chão,
Como nas profundezas deste imenso mar,
Que as conchas vos guardem, óh pequena pérola! 
Te guardem, deste meu louco modo de amar

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.