Ralf, mais do que um volante

Por Jhonata Souza

O primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paulista de 2019 entre Corinthians e Santos representou para Ralf mais do outro jogo decisivo em sua carreira. O volante corintiano se juntou a Cássio como os únicos jogadores do elenco a figurar no seleto grupo de jogadores com 400 ou mais com a camisa alvinegra. Um feito que era impensável para Ralf quando chegou ao Timão em 2010 com a grande responsabilidade de substituir o volante Cristian, uma peça importante nos títulos Paulista e da Copa do Brasil em 2009.

Apresentação de Ralf no Corinthians. (Fonte: Estadão)

Ralf foi uma peça importante em alguns dos mais importantes títulos da história do Corinthians como a Libertadores e o Mundial conquistado em 2012 e em títulos marcantes como o Brasileiro de 2015 e o Paulista de 2018. Além dos títulos, o volante também conquistou prêmios individuais de melhor volante como o Prêmio Craque do Brasileirão em 2011 e a Bola de Prata em 2012. Além dos títulos coletivos e prêmios individuais, Ralf também boas estatísticas com a camisa do Corinthians, como pode ser visto a seguir num levantamento feito pelo Corinthians Scouts.

• Jogos pelo Corinthians: 402
• Jogos como Titular: 379
• Scout: 218 Vitórias, 111 Empates e 79 Derrotas.
• Cartões Amarelos: 48
• Cartões Vermelhos: 0
• Gols marcados: 9

As estatísticas, os prêmios individuais e os títulos conquistados colocam Ralf entre os maiores, se não o maior, volantes da história do Corinthians e também como o maior volante do futebol brasileiro nesta década. Porém, os motivos que lhe tornam um ídolo para muitos corintianos vão além do seu desempenho dentro das quatro linhas.

Estatísticas de Ralf com a camisa do Corinthians (Fonte: Rafa Maciel)

Filho de uma empregada doméstica com um metalúrgico, Ralf teve uma infância humilde onde desde criança tinha o ser de jogador de futebol, porém o volante não teve categoria de base e passou por diversos perrengues, como não receber salários na sua passagem pelo Imperatriz-MA, até chegar a um grande clube. Mesmo que tenha pensado em desistir em alguns momentos, o volante se manteve firme na luta pelo seu sonho e para poder mudar a realidade de sua família. Identificação, essa é a palavra que melhor define o sentimento do torcedor corintiano por Ralf. Quando o torcedor olha para Ralf vê uma pessoa que venho de baixo, que precisou batalhar por suas coisas desde cedo, alguém que nunca desistiu, honesto, leal, trabalhador e que ama a sua família. Características presentes na vida de muitos Corintianos e que causam um sentimento de representatividade entre torcedor e jogador.

Ralf é um cara tímido e que normalmente fica mais na sua sem falar tanto. Mas, é esse seu jeito que faz dele um grande líder. O volante é um ótimo exemplo de líder silencioso, pode não ser um cara de muitas palavras, porém é um homem de palavras certeiras. Está sempre disposto a ouvir seus companheiros e é conhecido por sempre aconselhar seus companheiros a tomar as melhores decisões. Esse tipo de comportamento aliado ao fato de ser uma pessoa humilde, simples, trabalhadora e honesta torna Ralf um grande líder. Um líder que lidera através dos seus exemplos dentro de campo, o fato de nunca ter sido expulso em 401 jogos com a camisa alvinegra mostra como ele é um jogador leal com seus adversários.

Ralf o gol de empate contra o Deportivo Táchira–VEN que marcou o início da caminhada alvinegra rumo ao título da Libertadores de 2012 (Fonte: Tudo Timão)

Quando Ralf voltou da China no início de 2018 teve muitos torcedores que olharam a contratação com desconfiança. Passado mais de um ano, não existe mais essa desconfiança, pois Ralf se tornou um jogador fundamental para o equilíbrio da equipe, além de ser um dos grandes líderes do elenco. Além de todas as suas qualidades como volante, a qualidade que mais chama a atenção é o fato do volante ser um jogador que cresce em momentos decisivos. Em vários momentos de 2018 vimos Ralf elevar o seu nível nos momentos que a equipe mais precisava dele, isso é algo que se repete na atual temporada, já que o camisa 15 teve boas atuações em todos os grandes jogos no ano. Outra qualidade que chama a atenção é de como ele consegue passar uma tranquilidade aos seus companheiros só com a sua presença em campo, algo que acontecia muito com Balbuena em relação aos outros jogadores da defesa, essa qualidade se torna ainda mais importante em momentos de dificuldades onde muitas vezes a equipe perde a tranquilidade, porém a simples presença de Ralf em campo é o suficiente para que aqueles que jogam ao seu redor saibam que tem alguém ali do lado que vai chamar a responsabilidade nesse tipo de momento.

Comemoração de Ralf após marcar um gol contra o São Paulo no Brasileirão de 2018 (Fonte: Torcedores.com)

Ralf é muito mais do que um simples volante de marcação que conquistou vários títulos com a camisa do Timão, ele é a personificação do torcedor dentro de campo, um jogador de muita raça, determinação, lealdade, honestidade, humildade e um trabalhador nato que está sempre disposto a dar o sangue pelos seus companheiros, um jogador que coloca o coletivo a frente do individual e que chama a responsabilidade para si nos momentos que o time mais precisa de sua liderança silenciosa. Ralf lidera os seus companheiros na base do exemplo e da sua experiência, um homem que sabe o que está por baixo e dar a volta por cima. Ralf é muito mais do que um volante, ele é um ídolo para muitos Corintianos e um maior ídolo deste aqui que vos escreve. Depois de mais de 400 jogos e tantos títulos conquistados, a única coisa que posso dizer sobre Ralf é obrigado. Obrigado por tudo que fez com a camisa alvinegra, Ralf. 
 
@Jhonny14Souza