Preparando sua música para ser mixada por alguém no outro lado do mundo

Até semana passada, eu era um usuário de Internet sem carteirinha. Digo isso porque nunca tinha sequer me interessado pelo Reddit, que me foi apresentado por um colega de trabalho. Fiquei maravilhando quando descobri o subreddit (tópico de fórum) chamado mixingmastering.

This is a subreddit for two people. People who have stems they would like to be mixed/mastered or people who wish to practice mixing/mastering.

É isso mesmo. Internet is beautiful. Voltei à época de criança onde tudo era novidade. Abri um sorriso enorme quando li isso: havia um fórum com pessoas interessadas em mixar e masterizar as canções dos outros, bem como pessoas interessadas em terem suas canções mixadas/masterizadas.

Então, resolvi entrar em contato com os usuários. No momento, estou em processo de preparação das faixas da minha canção para enviar a eles e, justamente nesse processo, surgiram diversas dúvidas, que eu resolvi reunir aqui para ajudar a outros usuários. Resumindo em uma pergunta só:

Afinal, como devo preparar minha faixa para a mixagem?

Há 6 pontos essenciais nos quais você precisa prestar atenção:

  1. Nem muito alto, nem muito baixo. Muito pelo contrário.
    Certifique-se que nenhuma das faixas está clipando e que todas estão num volume similar. Abra seu DAW e ouça as faixas, uma a uma, em solo, conferindo no console de mixagem se está num volume moderado: o indicador do decibelímetro deve ficar predominantemente no amarelo, não no verde, e nunca no vermelho. Mesmo que o caridoso usuário dê um feedback sobre a altura das faixas, economize tempo.
  2. FFF: Faça uma Faxina nas Faixas
    Parece óbvio, mas é importante lembrar que você deve remover os efeitos de todas as faixas (a não ser quando você usa amps, precisa usar um compressor para dar um up naquela linha de baixo que não tem loudness suficiente ou aquele bendito auto-tune nas vozes). A faixa precisa estar a mais “pura” possível: se você já aplica equalização, compressão e outros efeitos — principalmente aqueles que mexem na dinâmica da faixa — conte-me… por que motivo você está entregando esta mix para outra pessoa? :P
  3. Falando em tempo…
    Todas as faixas devem ser exportadas a partir do 0:00. Mesmo se você tiver guitarras ou vozes que só entram lá para o final da mix… seu DAW deve exportar estas faixas com silêncio enquanto não houver gravação. Assim, certifique-se de que todas as faixas exportadas devem ter a mesma duração, começando do marco zero da música e indo até o segundo final. Tome cuidado com imperfeições relacionadas a tempo (instrumentos e vozes fora do tempo) antes de enviar sua mix. Não deixe de informar ao quantas bpm (batidas por minuto) sua obra de arte tem.
     — 
    E ainda sobre tempo… prazo de mixagem: inicialmente, não pergunte quanto tempo levará para sua canção ser mixada. Deixe que a pessoa que já está te oferecendo ajuda te informe. Se ela atrasar muito ou não entregar, provavelmente ela terá uma boa justificativa para isso.
  4. WAVs, WAVs everywhere
    Você nunca vai saber qual DAW a pessoa usa, então pergunte. E não vai saber qual o formato do áudio bruto. Ganhe tempo e priorize a exportação de todas as faixas em WAV, a não ser que peçam outro formato. A pessoa que já está te ajudando com a mixagem e não é obrigada a converter faixa-a-faixa. Por favor!
  5. Um bounce de referência ainda é o melhor briefing
    Você precisa comunicar como quer que sua mix soe: obscura ou alegre? De dinâmica contrastante ou constante? Você pode até descrever isso quando enviar seu material, mas um texto não é suficiente. Se você tem uma experiência mínima com mixagem, talvez queira exportar um WAV para indicar a posição preferida das faixas no estéreo e alguns efeitos que gostaria que a voz tivesse, por exemplo. Porém, sabia que a pessoa que vai mixar seu som precisa de liberdade criativa para trabalhar sua mix. Certamente ela terá feeling para isso ;)
  6. Recebi a mix, e agora?
    Você gostou do resultado e quer utilizá-lo? Não se esqueça de dar créditos a quem mixou sua canção. No encarte, impresso ou digital, no texto descritivo no SoundCloud ou YouTube, e até nas postagens de Facebook, Twitter e outras redes sociais. De preferência, peça a pessoa os links de suas redes para marcá-la. Se, na dashboard de sua distribuidora digital, existir um campo onde é possível adicionar os créditos de produtor(a)/mixer, aproveite-o. Além disso, lembre-se de que sua gravação provavelmente será utilizada no portfólio de quem mixou. Essa troca pode ser muito benéfica: dá mais visibilidade a ambos os trabalhos.
     — 
    Você não gostou da mix? Você não tem obrigação de publicá-la. Agradeça à pessoa por investir seu tempo na mixagem e diga que vai utilizar o resultado como referência ou comparação para melhorar a sua gravação.

A Internet é maravilhosa para criar e, mais que isso, colaborar com outras pessoas. Em fóruns e outros sistemas colaborativos você pode encontrar pessoas incríveis para parcerias que não necessariamente envolverão dinheiro, mas que farão seu trabalho soar bem melhor :-)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.