O inicio, o fim e o meio do Desenvolvimento Front-End
Felipe Fialho
1329

Muito bom o texto!

Também comecei na área de Web nesta época. Em 2010 consegui meu primeiro trampo na área e, com o que você disse, também me lembrei dos Xhtmls e iframes, pngs transparentes para as bordas, anchor points para mapear uma imagem (como devem fazer até hoje no caso de fazer um mapa do país)… bons tempos (ou não hahaha).

Sem dúvidas o mundo do front-end deu boom enorme. E com certeza foi um grande impacto (e desespero rs) para profissionais que se contentavam com o básico quando viram as novidades, novas possibilidades e complexidades, assim como eu.

Mas como você disse, isso serviu para unir mais as áreas de desenvolvimento, onde um pode entender mais o porque do outro escrever/codificar de tal forma ou usar determinada ferramenta, de estarem mais integrados. Hoje precisa se ter mais consciência de outras ramificações no processo de desenvolvimento de um produto, como UX, análises e Marketing.

Acho que o profissional que não se ligar nisso — ou ficar “bitolado” em só uma área - ficará para trás. Os que entenderem da importância dessa abrangência e aplicarem nos produtos que participam/desenvolvem ficarão sempre a frente… nem os robôs poderão substituir (ou poderão? rsrs).

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.