POR QUE OS CATÓLICOS ADORAM IMAGENS?

São Bonifácio derruba o Carvalho de Thor, árvore sagrada dos antigos alemães.

Se tem algo irritante nas conversas entre protestantes e católicos é essa pergunta. Primeiro porque é uma pergunta maliciosa, que me condena antes mesmo da resposta. Quem faz essa pergunta tem certeza que os católicos adoram imagens.

É o mesmo que perguntar: “Por que você bateu na sua esposa?

O modo civilizado e educado de agir não é acusar antes de ouvir o outro lado. Então, a pergunta educada seria:

Os católicos adoram imagens?

Releia essa pergunta. Pensa comigo: será que em pleno século XXI existem pessoas que realmente acreditam que um pedaço de madeira (ou gesso) é um deus, que esses pedaços de madeira, sozinhos, fazem milagres e são capazes de ouvir orações?

Se você tem essa dúvida esdrúxula, faça a pergunta a qualquer católico. Pergunte a ele se ele acredita que um pedaço de gesso é deus. Afinal, “adorar” é um tipo de culto que se presta a algo que acredita-se ser deus.

Essa pergunta é absurda porque supõe que podem existir pessoas que acreditam no poder mágico do gesso e da madeira. Isso é algo tão improvável quanto perguntar se alguém acredita no poder mágico de acordar com o pé direito.

No entanto, é o que vocês sempre perguntam. Não sei, vocês dizem que nós adoramos imagens, mas parece que vocês só pensam nisso. Em imagens e Nossa Senhora. Nem os católicos mais devotos pensam tanto nas imagens e na Mãe de Deus.

O que faz você esquecer o bom senso (pessoas que passaram da infância não acreditam que madeira ou gesso têm poderes mágicos) é essa mania de reduzir Deus a um livro. Deus é o autor do livro mas Ele não é o livro.

Você vai me falar de Êxodo 20,4–5. Esta é a “prova” que os católicos desobedecem a Bíblia e são idólatras. Vejamos a “prova”:

Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.

Lendo ao pé da letra, parece que temos 02 proibições:

  1. Não fazer nenhuma escultura. A Bíblia não especifica se é uma imagem de santo, imagem dentro ou fora de igreja. Pelo texto, parece que é proibido fazer qualquer estátua, até mesmo estátua dos reformadores, como essa estátua de Calvino com 5 metros de altura no Muro da Reforma, em Genebra, Suíça.
Não farás para ti imagem de escultura…só que não. Calvino é o segundo da esquerda para direita.

Se fosse proibido fazer qualquer estátua, então Deus é esquizofrênico, porque Ele mesmo ordenou a Moisés a construção de imagens alguns capítulos depois[i]. Deus ordena a Salomão construir um templo cheio de imagens, onde Ele habitou [ii]. Mais, Deus diz a Moisés que vai falar com ele do meio dos querubins da arca [iii]!! Então me responda: Deus é esquizofrênico? A Bíblia pode entrar em contradição? Como pode Deus falar do meio de imagens?

2. Não se curvar ou “servir” (reverenciar) qualquer estátua. Os católicos fazem isso, logo, são idólatras, certo? Não, só se Deus for esquizofrênico e Josué for idólatra. Josué passou um dia prostrado (curvado) diante da Arca do Senhor [iv]. A Arca era um “baú” de madeira banhado em ouro, com 2 anjos querubins esculpidos em cima [v]. Se você visse Josué fazendo isso, iria pensar que ele estava adorando os anjos?

Esses são os problemas de ler um texto isolado ao pé da letra. A Bíblia parece sem sentido, Deus parece maluco, e no fim cada um escolhe o que vai seguir ao pé da letra e o que vai ignorar.

(Até porque, se você realmente seguir a Lei de Moisés do jeitinho que está escrito ali, vai acabar virando judeu ou adventista — não poderá comer porco, deve guardar o sábado, não pode cortar o cabelo e, caso esteja menstruada, tem de ficar vários dias fora da cidade, isolada no campo [vi])

O único jeito do mandamento fazer sentido é ler como um católico lê: olhando o contexto. Um versículo antes, Êxodo 20,3, Deus fala para não termos outros deuses. E na época de Moisés, qual era o jeito mais comum de adorar um deus? Fazendo uma estátua dele! É por isso que existem estátuas de Baal, Astarote, Moloch, Zeus, etc. Naquela época as pessoas adoravam seus deuses construindo imagens para eles.

O problema não é construir imagens, é adorar outro deus além do Deus Verdadeiro. Se você adora outro deus usando uma estátua ou uma foto, está errado. Se você adora outro deus através do sexo, da ambição, do apego ao dinheiro, da vontade de fofocar e criticar, da preguiça, está errado também.

Vou te contar uma descoberta inédita: existem ídolos que não são estátuas.

Então, na próxima vez que você ver um católico reverenciando uma imagem, pergunte a ele se ele está honrando o gesso, a madeira ou quem a imagem representa.


[i] Êxodo 25,15–22; 30,6; Números 7,8–9; 21.

[ii]1 Reis 6,23–35; 2 Crônicas 3,7.

[iii] Êxodo 25,22.

[iv] Josué 7,6–8.

[v] Êxodo 25,18–22.

[vi] Levítico 15.