Quer saber as prioridades da política externa brasileira hoje? Pergunte-me como!


No turbilhão que se tornou a política nacional nesse início de 2015, a discussão sobre política externa no Brasil tem sido relegada a segundo plano na pauta do debate público. Exceto, claro, se você faz parte de um pequeno círculo de profissionais e acadêmicos que trabalham cotidianamente com o tema.

A despeito disso, você:

1. ainda tem interesse em conhecer as prioridades do Brasil diante de uma agenda internacional cada vez mais desafiadora?

2. Gostaria de saber como nosso país se posiciona diante da maior crise humanitária desse século — o conflito na Síria, que entrou nessa semana em seu quarto ano — ou como o Brasil, como membro dos BRICS, vê o persistente e cada vez mais violento conflito na Ucrânia?

3. Tem curiosidade sobre como o Brasil irá se portar na Conferência do Clima — que ocorrerá em Paris no final do ano — , na primeira Reunião de Estados Partes do Tratado sobre Comércio de Armas (detalhe: o Brasil ainda não é parte) — a ocorrer na Cidade do México em agosto — ou em outra cúpula internacional que ocorrerá em 2015?

4. Não compreende totalmente o papel do Brasil na resolução da crise na Venezuela? Eu Gostaria de saber a opinião do Brasil sobre as siglas ISIS/IS/Daesh, Mercosul, ASPA, BRICS, IBAS, Unasul, AfPak, R2P/RwP, ACT, CSNU, CIDH, OEA, IPPDH, CACD?

5. Quer saber, afinal, se procede a afirmação que o Itamaraty está na pindaíba e está devendo na “praça” internacional?

Creio que posso dar uma dica que irá lhe ajudar.


Ministro, eu #QueroSaber


Na próxima terça-feira, dia 24 de março de 2015, ocorrerá na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) do Senado Federal, a primeira audiência com o ministro Mauro Vieira. Tais eventos geralmente contam com restritos espaços de participação social e atenção menor ainda da imprensa em geral. Não obstante, as audiências nas comissões parlamentares podem desempenhar um papel importante no controle democrático da formulação, implementação e execução de políticas públicas — como é o caso da política externa — pelo Executivo.

Diante desse quadro, a Conectas Direitos Humanos lançou a terceira edição da campanha “Ministro, eu #QueroSaber”. Funciona assim: até o dia 23 de março de 2015, às 15h, serão coletadas perguntas sobre política externa que, reunidas, serão encaminhadas diretamente aos senadores e senadoras que compõem a CRE do Senado; tratam-se dos únicos capazes de questionarem diretamente o Ministro Mauro Vieira. As perguntas podem ser encaminhadas de três maneiras:

1. Por meio de mensagem para comunicacao@conectas.org;

2. Por meio de comentário neste post da página da Conectas; ou

3. Por intermédio de tweet identificado com a hashtag #QueroSaber.

Banner da primeira campanha "Ministro, eu #QueroSaber"
Banner da segunda campanha "Ministro, eu #QueroSaber"

Não deixe de participar!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.