E se…

“E se eu não conseguir?”

“E se a gente não der certo?”

“E se não durar?”

“E se eu me apaixonar por você?”

“E se…”

São tantas perguntas, tantas especulações, várias incertezas e uma hipótese em aberto.

Alguns amores passam pelas nossas vidas e nos fazem tão bem que gostaríamos que o tempo parasse naquele momento, somente para que cada segundo se tornasse cada vez mais especial. Mas alguns amores possuem “prazo de validade”, alguns duram apenas o tempo suficiente para nos marcar e nos lembrar que sabemos ser felizes.

O problema é quando a gente passa a viver em função do que já foi, é quando a gente fica desconfiado demais pra se envolver novamente, é quando a gente tenta dosar o carinho que se dá e o bem que se faz a outro alguém, só por que pode ser, que ele algum dia vá embora também.

O problema é quando a gente passa a querer o outro perto, apenas por capricho, apenas por interesse de possuir, como se ele fosse uma coisa.

O problema é quando a gente pensa que possuímos o poder de manipular os outros e escolhemos por ele ficar, sem se importar se é isso que ele quer também.

O problema é quando o medo se torna maior do que a vontade de tentar.

E aí eu me pergunto, será que nos tornamos tão covardes e imaturos que passamos a pensar, que se doar menos, se apegar menos, ser menos doce e menos gentil, nos privará de sofrimentos futuros?

Bom, se a gente ainda não aprendeu que amor é liberdade e que essa liberdade já veio pra nós, é porque ainda não compreendemos o real sentido pelo qual se ama e por isso, não temos a dimensão de como doar esse amor aos outros.

Enfim…Seja leve e me releve ✌️☺️

Joana Araújo

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Joana Araújo’s story.