confusões e perdições

era sempre assim

eu tão vazia em mim

ele tão solto no mundo

conquistando tudo e todos

e aos poucos se esqueceu

de tudo aquilo que um dia me prometeu

ele falava de provas, estudos e futuro

mas ignorava o amor, a dor e o agora

jogando fora as possíveis memórias

de uma possível história

impossível

pois nada ele sentia

e eu tão vazia

sentia o mundo

querendo fugir

sumir

mas querendo ficar

e me contentar com o pouco que ele podia me dar

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.