Poupar na areia…
Celso Pinto
6021

Ora, não tenho concordado contigo quanto a criticar a medida, mas se pegamos por aqui tens razão. O País está sobre taxado, mas estranho é tanta inquietação apenas quando aumentam os impostos ao 1% do pessoal mais rico que usa tudo em imobiliário.

Sinceramente acho que deviam aumentar ainda mais porque os ganhos com rendas são a meu ver um cancro para a economia. Pode ser que assim deixem de pôr tudo em bancos e em prédios para investir na bolsa/obrigações etc. Aí pelo menos poderão ter ‘rendas’ e ganhos capitais na mesma, mas ao mesmo tempo injectaram dinheiro em empresas que criam valor.

E aliás, o que gostei da medida foi o BE dizer que criou a medida para não taxar mais a classe média. Parte da solução do problema de Portugal é fazer com que se cheguem aos rendimentos médios que se têm, e não é preciso ir mais longe, por exemplo na vizinha Espanha [e melhor ainda noutros Países], quanto mais forte a classe média maior e melhor a economia [mais disposable income = mais se gasta] . A outra parte é resolver a porcaria da ingestão política que temos e que deixa problemas crónicos sem solução há décadas, nomeadamente:

Lentidão do sistema judicial (estranhava mais se não fossem todos advogados, que querem conservar o poder nos tribunais mesmo para tratar de disputas económicas simples, e depois estamos onde estamos)

Sistema de pensões (as contas já não fazem sentido, e a demografia só piora, está tudo a empurrar o problema)

Capitalismo de compadrio (Crony capitalism) no geral — quem está a volta do Governo é que ganha..