Pré Indomit 100km "a ansiedade"

Foto do vídeo do Indomit: facebook.com/bombinhasrunners

Trabalhei a semana em SP, voltei quinta a noite e planejei ir sexta cedo para Bombinhas, para desligar da rotina do trabalho e me conectar à prova e ao local em si, mas só consegui sair meio dia, o trabalho me exigiu a manhã.

As 2h de trânsito foram tranquilas, como fui sozinho a essa prova (Claudia trabalhava até 17:30), nesse tempo fui mentalizando como seria as longas horas na prova, como iria encarar do início ao fim, uma certeza eu tinha "EU VOU CONSEGUIR".

A "mala" fiz na quinta a noite com um checklist que fui "fazendo" durante a semana para não esquecer nada, como seria a primeira corrida usando PA's (Postos de Apoio) com direito a "drop-bags", precisei planejar como usar esse recurso, ou seja, levar mais coisas.

Após pegar o kit e assistir o congresso técnico, fui para a pousada para descansar e me preparar, conseguir dormir 3h, isso fez bastante diferença na madrugada, a noite anterior não tinha dormido bem, já estava nervoso.

Durante o congresso uma dica de que o morro mais alto que teria na prova estava com a descida muito lisa, mudou duas coisas no planejamento, o tênis que largaria e os bastões usaria na primeira parte da prova para ajudar nos morros e não na praia, foi positivo, deu certo.

As 19h quando desci e encontrei o Mário e Hamilton, o plano era jantar, mas com o nervosismo que eu estava, foi melhor evitar, pois poderia me complicar senão tivesse boa digestão, então decidi largar sem jantar, comi um purê de batata-doce que o Hamilton me deu.

As 20:30 saímos da pousada (Eu, Hamilton e Mari/ esposa), chegamos antes das 21h, haviam poucos atletas na largada, acho que uns 10, ventava e estava frio, aos poucos todos chegaram com alguns amigos e família, 21:45 creio que 99% estavam já preparados.

Algumas fotos, vai no banheiro, alonga aqui e ali, ajusta a lanterna, ajusta a mochila, cumprimenta algum conhecido ou amigo de corrida, rola uma "apresentação musical" com bumbos e outros instrumentos (muito legal) e isso levanta o ânimo de todos que já querem largar.

10, 9… 3, 2, 1 TU DUMMMM, largamos… nervosismo agora se transforma em energia para encarar a noite toda e mais o dia, começou!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.