Forma e conteúdo

Nelson Motta, O Globo/opinião, 13/11/2015

A imensa academia e a piscina estavam lotadas de CEOs: a primeira decisão para melhorar a gestão é cuidar da vida do gestor

Caminhava às sete da manhã pelo calçadão de Ipanema quando vi correndo pela ciclovia um negro alto, atlético e elegante, todo de preto, de touca e óculos escuros, acenando para mim. Acenei automaticamente e só quando ele passou vi que era a mais improvável presença naquele lugar e naquela hora e ainda mais fazendo aquilo: Seu Jorge, 45 anos, com seu vasto histórico de boemia, de quem

viveu nas ruas, construiu sua carreira na noite e se tornou uma estrela internacional da música brasileira.

Ele passou, e eu fiquei pensando… que doideira… Seu Jorge, o atleta… ri sozinho e continuei a caminhada. Duas manhãs depois, ele de novo, correndo, acenando e rindo, provavelmente da minha cara de espanto.

Ontem ele me contou que há dois anos tinha parado com o cigarro e há oito meses descobriu a corrida. São 10, 15, 20 quilômetros por dia, todo dia; tornou-se um fanático, um viciado em corrida, é treinado pela triatleta Fernanda Keller, tem aplicativos que controlam suas distâncias e tempos, como um atleta profissional competitivo, que não gosta de perder nem dele mesmo.

Claro, as suas performances no palco melhoraram muito, com mais fôlego e resistência, com o seu suingue ganhando uma explosão de vitalidade.

E o mais espantoso ele me contou depois: quem também aderiu e já corre seus cinco quilômetros por dia é o rapper Marcelo D2, 48 anos, um doidão histórico, com uma vida dedicada ao hip hop e à malandragem, aos gorós e bauretes. Pois é, não bastam seu talento para as rimas, o ritmo de seu pensamento, suas batidas perfeitas, é preciso boa forma para expressar seu conteúdo musical.

O ex-gordo e atual corredor Nizan Guanaes foi convidado por Bill Gates para um big evento com altos executivos internacionais para discutir inovação e como melhorar a gestão de suas empresas. Como o evento começava às 7h, Nizan desceu para a academia do hotel às 5h e levou um susto. O imenso ginásio e a piscina estavam superlotados de CEOs.

A primeira decisão para melhorar a gestão é cuidar da vida do gestor.

OK, a boa forma ajuda, mas não resolve: a dieta e as pedaladas de Dilma são a prova.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.