Terminar um relacionamento e sofrer não é normal.

Quando eu comento com amigos sobre o meu atual estado civil — SOLTEIRO — a primeira reação que eles costumam ter é o desapontamento, em seguida, a curiosidade em saber o por quê acabou.

Tudo certo até aqui, comportamento normal.

O que tem me deixado realmente incomodado é o fato das pessoas julgarem insuficiente os motivos pelo qual eu terminei e deslegitimarem os meus sentimentos em relação a isso.

É natural que as pessoas se sintam um pouco frustadas com o fim de um relacionamento que elas shippam (gostam). Afinal, a gente tende a projetar nos outros aquilo que gostaríamos de viver. Para mim, o mais frustante desta história é não receber apoio de quem está ao meu lado. Frustante é carregar um relacionamento para manter a felicidade de parentes e amigos.

Depois de viver 3 maravilhosos anos de relacionamento sério, com direito a envolvimento de família e amigos, inúmeras fotos no instagram, declarações no facebook, viagens e muitas demonstrações de amor e carinho, decidimos terminar pois achamos que seria hora de viver novas experiências. E PODE SER MUITO FRUSTANTE PARA VOCÊ DESCOBRIR QUE O MOTIVO NÃO FOI TRAIÇÃO. Mas é extremamente gratificante para mim ver que relacionamentos bons podem sim ter finais bons.

Sobre nós

Eu não briguei e não pretendo brigar com o meu ex. Continuarei tratando ele da melhor forma possível e continuarei falando sobre ele como sendo um cara incrível e que não deixa de ser só porque não estamos juntos. Não vou excluir todas as fotos que tiramos juntos e nem bloqueá-lo das minhas redes sociais.

Se um dia você nos ver juntos, não voltamos. Estamos apenas matando a saudade.

Se eu postar uma indireta nas redes sociais, dificilmente será para ele. Eu pretendo apresentar o meu futuro companheiro a ele e gostaria de conhecer as novas pessoas com quem ele se relacionar. E não vai ser nem um pouco frustante caso ele comece a namorar primeiro que eu, ao contrário, vou ficar super feliz por ele ter encontrado alguém.

Você também não precisa vir me contar caso veja ele ficando com alguém, afinal, se for este alguém for importante ele mesmo irá me falar.

“Eu estou sofrendo mais que você”

Sem dúvidas a frase que eu mais ouvi nos últimos dias.

Bom, eu não estou sofrendo, ele não esta sofrendo e não tem o porquê de você estar. Neste caso, sugiro que você tente focar seus sentimentos em pensamentos mais produtivos. E jamais tente deslegitimar os meus sentimentos porque no seu pensamento “sofrer por amor é normal”.

Para mim, não é.

Eu não sofro depois de passar um dia inteiro no parque, eu não vou para a casa chorar. O fato de um momento bom acabar não o torna ruim.

E é por isto que eu estou feliz, feliz porque acabou e só acabou porque aconteceu. Eu estou extremamente feliz por ter compartilhado momentos tão bons ao lado de uma pessoa incrível.

Términos são normais.

Desde pequeno estamos acostumados com histórias que terminam com um “felizes para sempre”, mas isso não significa “felizes-juntos-inseparáveis-para-sempre” . Sigo feliz para sempre pela história que vivi e desejo que ele também.

Finais acontecem, muitas vezes sem um grande e aparente motivo, simplesmente pelo fato de que tem que acontecer. Permitir-se viver novas experiências neste caso é o melhor a se fazer.

Sofrer por amor não é normal, eu repito.

E por mais estranho e inadequado que isso possa parecer, eu espero que um dia as pessoas entendam que o amor é livre, flui naturalmente, vai-e-vem sem que você possa prender ou interferir.

Amar é muito mais do que estar junto. Respeitar a escolha do outro é uma prova de amor muito maior do que sofrer. Odiar quem um dia te fez feliz, não é normal.