hoje fui assediado no metrô, por um homem.

me encarou durante estações e a cada vez que eu levantava o rosto para ver se havia parado, o sujeito me chamava, escondido, de gostoso.

já caí na porrada por coisa mais boba, quase singela. já gritei com pessoas que gosto. mas ali não saía nem voz, que dirá soco. é muito estranho alguém ser tão mal, me deixa estático.

puta merda, eu não faço ideia, mas longe demais de fazer alguma, do que as mulheres passam. se comigo, homem, é tanta coisa. puta, pra elas é o inferno. inferno!

mermão que imbecil!

ainda tem um tonto aqui pelo facebook ironizando a revolta feminina com esse mundo estuprador. esse cara assina assédio embaixo. tinha que tá preso.

Like what you read? Give João Pedro Sampaio a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.