Esses botões …

De vez em quando eu converso com os meus botões. Há quem converse com pombos também. Pombos e botões dizem cada coisa … Mas geralmente não são levados a sério. Vejam só!

Eles me disseram, assim, do nada, que existe uma conspiração oculta além da conspiração óbvia, televisionada e a olhos vistos. Uma embaça a outra, para disfarçar os reais objetivos da trama pela queda do governo Dilma e pela prisão do Lula para impedir sua candidatura em 2018.

Os botões me pediram para observar a cor da indumentária dos principais conspiradores e que tipo de sociedades eles frequentam. Disseram-me, os botões, que os confrades dessas sociedades ocultas (alguns dizem seitas), têm código de lealdade fraterna, declarados em juramento cerimonial, com uso de espadas e outros objetos estranhos e algumas gotas de sangue para selar segredos. Mesmo que estejam em lados opostos na política, um “irmão”, ou confrade, deve sempre dar proteção aos demais.

Um dos botões me cochichou no ouvido: “o que você acha de o PGR arquivar todas as denúncias contra Aécio Neves?”. Eu respondi: “ah, além da alegação oficial de ‘não haver provas’, talvez eles tenham sido amigos de infância, algum laço de parentesco, os dois são mineiros, sei lá”. O botão deu um sorrisinho irônico, debochando de minha ingenuidade e foi tirar sarro de minha cara com os outros botões.

Esses botões…

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.