OneFranklinDv — Do Mato Ao Caos

OneDv

17/12/2010

Fotos: Leandro Furini

Texto: Joe Borges


Temos orgulho de informar que o nosso ilustre convidado desta matéria é Franklin Morales. Nascido em Aracajú, está em São Paulo na missão de fazer seu nome dentro da cena do skate nacional e trazer seu rolê técnico e agressivo para os holofotes. Sua relação com o blog começou quando o já conhecido herói da garotada, Leo Fagundes, pediu auxílio de Leandro Furini para levar alguns móveis de sua casa antiga para seu novo lar, que coincide em ser na casa onde vive o videomaker Renato Zokreta. Como todos deviam imaginar, a tal ajuda para levar os móveis acabou se transformando numa session, pela já mais que conhecida Avenida Paulista, regada à muito pão, circo, borda, vela, pessoas alheias e mendigos. Ja havíamos visto Franklin algumas vezes, mas esta foi a primeira vez que realmente tivemos a oportunidade de dividir a sessão com ele. A primeira parada foi num alto gap próximo ao metrô Paraíso, onde ele não voltou o Ollie por causa da chegada abrupta do segurança. Na tentativa perfeita acabou por travar no péssimo chão de volta do gap, era apenas uma questão de algumas tentativas.

Ollie

Saindo do gap, depois de conversas, risadas e uma boa remada pela Avenida, a parada foi a borda do banco Safra, na esquina com a Rua Augusta. O intuito de Franklin era voltar um B/S Smith correndo a borda inteira, mas depois de algumas tentativas mal-sucedidas, ele resolveu passar a missão para um B/S Tailslide. Acertou inúmeros, voltando tanto para Fakie quanto para base, com espantosa habilidade. Aí já pudemos começar a perceber o verdadeiro potencial desse garoto sergipano, de skate consistente e que lembra muito Jamie Tancowny, aquele mesmo, amador da Zero e Emerica que dispensa qualquer explicação mais aprofundada (o Deus Google, ou o vídeo do link irá mostrar-lhe o caminho). Terminada a sessão na borda, um mercado foi a salvação para todos os desejos mais íntimos que os estômagos dos envolvidos na missão poderiam querer.

Passou-se uma semana, Leandro acabara de se formar na faculdade e estava literalmente enchendo a cara com seus colegas de faculdade, quando uma misteriosa ligação lhe atormentou: era Leo Fagundes, o pirata caolho. Ele dizia que Franklin estava em sua companhia e que ele queria fazer algumas fotos novamente, dessa vez na gloriosíssima Praça Dina. Ambos passaram na casa de Leandro e foram de carro para o pico. Chegando lá, Franklin não gostou muito do lugar, para delírio de Leo Fagundes, e não tardou a já sacar umas da manga para aquecer. Enquanto Franklin andava nos bancos menores, Leo já se aventurava a tentar um F/S Bluntslide na borda despencando, o que lhe rendeu boas tentativas. Aquecido, e com Leo não tendo voltado o F/S Blunt ainda, Franklin não tardou a voltar um B/S Noseblunt impressionante. Com impressionante consistência, o garoto estava destruindo tudo que via pela frente na cidade da garoa. Assim que Leo voltou um perfeito F/S Blunt e o nosso convidado de honra já havia terminado sua saga noseblunteira, voltaram para a casa de Leandro para abastecer, de desta vez no fim da tarde, ir para a Pista das Espraiadas concretizar a sessão de fotos sensuais.

Leo ligando para Leandro com urgência
F/S Bluntslide
Franklin esbanjando zuera na saga noseblunteira
B/S Noseblunt impressionível
Leo vibra como uma criança que acaba de ganhar um Nintendo 64

Os três mosqueteiros chegaram à pista, que estava bizarramente lotada e Leandro já começou a montar os equipamentos. No momento em que pôs a mala no chão, Franklin já passou feito um foguete e acertou um perfeito F/S Smith no corrimão que atravessa o Gap de grama, nem havia esperado pelas lentes! Enquanto ele e Leo Fagundes destruíam respectivamente o corrimão e a pista, Leandro terminara de montar as coisas. Franklin, que estava tentando um F/S Blunt no corrimão momentos antes, ja havia enxergado um novo desafio, um gigante Ollie no Gap de grama da parte de trás da pista, nunca nem antes imaginado que era possível por nós. O pico não permitia muitas tentativas, Franklin então pediu para Leandro ir tirar a foto do gap, este lhe disse para fazer a foto do F/S Blunt antes. Tamanha a instiga do rapaz, voltou de primeira o F/S Blunt e partiu cegamente para o Ollie. Puta que pariu, o negócio é extenso, minha gente. Em aproximadamente 4 tentativas, e depois de quase torcer as duas pernas, Franklin voltou triunfante a manobra, impressionível. O gap é numa subida fazendo uma curva, ele veio da parte mais alta, e que está no topo da foto, vindo na diagonal, o que torna o gap muito maior do que o ângulo da foto pode mostrar. Tendo tirado da manga o F/S Blunt, Ollie no Gap da Pista e o B/S Noseblunt na Praça Dina, tudo sem maiores dificuldades, Franklin começou a filmar com outros skatistas que estavam na pista, enquanto a tradicional conversa de final de sessão rolava solta. Saindo da Pista, ainda tinha gás para passar num estacionamento à fim de destruir mais um gap, próximo à casa de Leandro, mas o lugar estava inskatável (belo termo). cada um voltou para seus devidos lugares, para um merecido descanso.

F/S Bluntslide
Ollie extenso pra caralho

Esses dois dias de sessão renderam algumas das manobras mais impressionantes que já pudemos presenciar no blog, tudo na maior descontração e tranquilidade, coisa que não se vê tanto por aí quando um garoto de 18 anos vindo do Nordeste se aventura a fazer uma foto com fotógrafos do alto escalão da nossa tão amada mídia do skate nacional. Essa não será a última vez que verão Franklin Morales no espaço do blog, podem ter certeza que ele voltará em breve para tirar mais cabreiragem da manga e trazer mais agressividade para seu monitor.