OneStayGoldDv — Premiere Do Novo Vídeo da Emerica

OneDv

01/09/2010

Fotos: Leandro Furini

Texto: Joe Borges


“Pior do que tá, não fica. Vote Tiririca”. É com essa patifaria desgraçada que inciamos mais um post mágico, místico e milenar para o blog. Nessa segunda-feira, dia 30 de Agosto de 2010, aconteceu na Reserva Cultural, mais precisamnete na Avenida Paulista dentro do lendário prédio da Gazeta, a premiere de um dos vídeos mais aguardados pelo grande público desde Extremely Sorry da Flip e algumas novelas: Stay Gold da Emerica. O evento contou com a participação de muitos skatistas nacionais (mas nenhum da Emerica internacional, obviamente), sendo que para entrar era necessário trazer 2 kg de alimento e ficar um bom tempo no aguardo. Chegamos por volta das 21 horas. Fui o primeiro a chegar, seguido de Leandro e depois Leo Fagulhas, muito bem acompanhado (Raphael Pezão, por motivos pessoais não pode comparecer ao evento). Logo ao chegar, já nos deparamos com centenas de alunos da Casper Líbero que estavam saindo de suas aulas por volta das 22h, a confusão era tanta que nem dava pra distinguir tão bem quem veio pro evento e quem era aluno. Enrolamos, fizemos aquele velho social, encontramos todos as figuras possíveis do skate paulistano (bom, quase todas) e já nos apressamos a entrar na fila. Por sorte chegamos bem mais cedo que o previsto, já que o evento começava apenas às 23h30, e como aqui é Brasil, começou apenas 00h, mas isso não foi problema algum, só a fila já estava sendo um momento engraçadíssimo. Lá por volta das 22h e pouco, quando estávamos em nossos lugares acompanhados de Caio Youssef, Deca, Fábio e companhia, surgiu um ser humano no mínimo peculiar: era um homem de mais ou menos 30 anos, com um cocar de folha de bananeira na cabeça e fazendo esculturas indígenas para quem quisesse ver. Ele até arriscou dar uma volta no skate de um dos seres humanos presentes no local, para delírio do segurança da faculdade, que ficou olhando com cara de esfiha aberta ao espetáculo grotesco. Depois ainda fomos descobrir que o figura havia largado as drogas, tinha uma filha e fazia gafanhatos de folha de palmeira para sobreviver. É isso aí, rapá!

Enfim, conseguimos entrar! Já era quase meia-noite e a fila já triplicara em menos de meia hora. A lotação prevista era de 200 pessoas, mas pelo jeito o número se estenderia em muito. Deixamos os alimentos na porta, que era guardada por nada mais, nada menos que Fabiano Lokinho e entramos para a sessão.

O filme se dava numa sala de cinema bem aconchegante, por sorte achamos um excelente lugar à direita da tela. Mais meia hora se passou até que todos estivessem devidamente acomodados e enfim a sessão começou. Nós do OneDv não vamos contar detalhes maiores sobre essa obra-prima do skateboarding moderno, mas iremos aqui, em nosso humilde espaço, contar algumas de nossas impressões. Stay Gold é o tipo de vídeo que te mostra o caminho, a luz. Não há dúvidas de que quem esteve lá com a cabeça aberta para assistir ao espetáculo com certeza foi iluminado com uma edição arrebatadora, trilha sonora impecável e manobras igualmente inacreditáveis. Podemos afirmar sem dúvidas que esse vídeo fez história, é um grande marco, assim como foi Mouse da Girl, ou Questionable da Plan B, mas isso só saberemos daqui a alguns anos, é apenas uma humilde profecia de nossas cabeças. Enfim, é uma experiência que vale a pena, que vai muito além daquela mentalidade chula de combo cabreiro em borda e palco, de que um Flip ou um F/S Rockslide bem dado num pico diferente não pode ser igualmente belo, e de que o importante é a manobra em si e não aquilo que à circunda, como a velocidade, estilo e toda a composição de cena. É uma verdadeira obra-prima que merece ser vista com atenção. Todas as partes, sem exceção, estão primorosas, afinal, 7 anos de filmagens não poderiam render menos que isso. Quanto ao nível de skate, deixe que Brandon Westgate, Leo Romero e companhia lhe mostre a resposta.

Só depois de terminada a sessão é que pudemos ver a verdadeira reação das pessoas, como nosso amigo acima, o Dentinho, que ficou mais uns 15 minutos parado nessa mesma posição refletindo sobre aquilo que havia presenciado. Mesmo assim, por incrível que pareça, Leo Fagunders conseguiu dormir durante a sessão, por motivos que até ele próprio desconhece.

Na saída, obviamente, o assunto eram as manobras mandadas, os ângulos, as músicas e tudo aquilo que compunha o vídeo. A conversa se estendeu por muito tempo à frente da Gazeta, era merecida, já que todos (que estiveram presentes e/ou se deixaram estar) estavam empolgadíssimos com aquilo que presenciaram. O OneDv não é nenhum vidente, mas estamos profetizando aqui que com toda a certeza presenciamos um momento histórico para a história do skate. Parabéns Emerica.