Meus dois centavos sobe GOT SE07E07

Cuidado! Contém Spoilers da sétima e oitava temporada de Game of Thrones.

Ufa! Desde Breaking Bad nada me divertiu e prendeu tanto minha atenção quanto a obra de David Benioff.

Nesse derradeiro episódio algumas cenas já gravadas não foram exibidas, penso que ficaram para a próxima temporada.

Então, começando do começo, o encontro em Dragon Pit é extremamente emblemático, todos os principais personagens da série, odiosos entre si, tendo que arrazoar olhando um nos olhos dos outros, reconhecendo que um mal muito maior do que seus problemas havia chegado.

Dragon Pit também é emblemático para Daenerys visto que era ali que os Targaryens prendiam seus Dragões que foram, ao passar dos anos, definhando de geração em geração até o derradeiro deles nascer menor que um cachorro, de certa forma era o fim para sua casa.

A cena onde Tyrion conversa com sua irmã é forte, excelente de fotografia e o que foi acordado ali pode (vai) ser um Plot Twist na próxima temporada. Não se sabe o que foi acordado após Tyrion descobrir que Cersei está grávida, sua preocupação com a família e a continuidade de uma nova ordem “democracia” pode ter feito com que ele volte a manejar as situações favoravelmente aos Lannisters.

A contenda entre Sansa e Arya em Winterfell finalmente chega ao fim com o julgamento,sentença e morte do Littlefinger.

Muitas pessoas não gostaram dessa parte que começou no episódio anterior, entretanto, eu acredito que a execução dele traz dois pontos importantes.

O primeiro é que Brandon agora participou efetivamente de um julgamento e suas visões foram usadas como provas cabais para a condenação.

O segundo é que boa parte de todas as brigas, traições e contendas em GOT foram iniciadas pelo Littlefinger e sua morte marca o fim das pelejas entre homens(vivos) pelo Trono de Ferro, o que seria MUITO pequeno se comparado ao Senhor da Noite e seu exército, o objeto de disputa agora é outro.

Eu não ‘shippava’ muito Jonerys, pra mim, parecia algo que tornaria a história um simples conto de fantasia infantil, porém, com a reviravolta dos fatos e o novo contexto, o incesto Jonerys faz todo sentido, foi uma cena muito linda repleta de referências, o paralelo criado entre “Rhaegar e Lyanna” com Jon e Daenerys ficou bem bacana.

O Senhor da Noite montado no Viserion, o usando como maçarico para cortar a Muralha e os caminhantes brancos atravessando foi fantástico, restabelece o senso de batalha, de urgência e de que de certa forma não há mais separação entre “vivos e mortos”.

Não acredito que Tormund tenha morrido.(Tomara!)

Cenas que estou esperando/Dúvidas:

Ainda estou esperando o Theon Greyjon dar uma surra no Euron e salvar sua irmã.

Não acredito que o que sobrou do exército de Kings Landing vá permanecer ao lado de Cersei, visto que Jaime seguiu rumo ao norte. O exército, seus generais e mercenários vão se enfileirar com ele, assim como Bronn.

Não estou certo de quem seria “Azor Ahai”, Jon ou Daenerys.

Há a questão da Espada Luminífera.

Uma das cenas que foram cortadas, foi a de Cersei em uma banheira cheia de sangue abortando e Daenerys grávida!

Bom, só resta agora esperar até 2019 pelos seis últimos episódios, e sim, Game of Thrones se tornou novelão, mas, o último epiśodio, a meu ver, colocou o hype alto novamente.

Até SE08E01!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.