A mais deslumbrante mulher do mundo

Edie Sedgwick

Para Dylan e Warhol o nome dela era Edie Sedgwick, mas para mim é uma incógnita. Sei que já a vi, mas não consigo saber se foi sonho ou vida.

Jesus, ela pode ter tudo o que existe nesse mundo porque ele se desenrola aos seus pés na medida exata do caminhar. E os beija. E os transa. E os coroa. Agora é rainha dos pés angelicais, e falo dos pés porque o resto do corpo já foi exaltado de todas as formas imagináveis. Já foi a modelo de mãos mais bem paga, e também já foi capa da revista sensual mais vendida de todo o mundo.
Ela já foi a musa de dezenas de romances. Cancioneiros e trovadores também versam sobre suas qualidades, e sem dúvida a mais exaltada é sua beleza luxuriosa. Não existe motivo para preocupar-se com suas necessidades, pois logo ao despertar ela é bombardeada por convites para o desjejum, para o almoço, para a janta e para o depois da janta.
Seu sucesso independe de sua vontade. Ela está no topo do mundo e nem ao menos pediu por isso.

O seu antigo amante

Como pode um homem pisar na Lua e ainda ser o mesmo? Ele não exibe aquele certo brilho no olhar característico dos que estiveram lá. Havia em mim uma profunda dúvida se aquele rapaz tinha realmente consciência de que havia estado com a mulher que todos aqueles outros na calçada morreriam pra trocar duas palavras.
Em certa conversa com o homem, ele disparou na minha direção:
— Foi um sonho e agora eu acordei. O que mais poderia querer eu do que dormir pra tentar voltar a sonhar?

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.