Image for post
Image for post

Eu sempre defendi piamente que o oposto do amor não é o ódio, e sim a indiferença. E eu ainda concordo totalmente com essa teoria, mas há alguns dias atrás, quando eu li o relato de uma pessoa sobre o seu relacionamento abusivo, eu pude entender que nem sempre se trata somente de indiferença explícita — às vezes também se trata de discurso.

Por que o ódio não é o oposto do amor?

O ódio não é o contrário do amor, porque enquanto você odeia algo, você mantém uma ligação com o objeto (neste caso, com uma pessoa, porque eu estou falando de seres humanos).

Quando você odeia uma pessoa, você está conectado a ela. Você deposita energia nela. Você pensa nela. E provavelmente isso lhe cause desconforto, mal estar, dano. …

About

Jóice Bruxel

Psicóloga e escritora. Amante do frio, de pimentas, gatos e seres humanos. http://joicebruxel.com.br :)

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store