Como o poker tem me ajudado com as finanças.

Existe um mito muito grande em cima desse maravilhoso jogo de cartas. Os ignorantes dirão que é jogo de azar, os medrosos dirão que é jogo de sorte… Mas os profissionais dirão que é um jogo de habilidade e estratégia.

A dinâmica do jogo é simples. Cada jogador recebe 2 cartas e são abertas 5 cartas comunitárias. O que tiver a melhor mão (dentro do ranking de mãos possíveis) ganha o jogo. Seria simples assim se não existisse um fator que pode mudar todo o jogo: a mente humana.

Quando se joga poker, jogamos contra pessoas e não contra cartas. Diferentemente dos outros jogos de cartas, a melhor mão nem sempre ganha. Isso ocorre porque no poker cada jogador pode desistir de sua mão e assim desistir do jogo.

Mas por que um jogador desistiria?

As fichas disponíveis que representam certa quantia em dinheiro estão em jogo. Caso o jogador aposte e perca, ele perdeu dinheiro. Não é uma verdade absoluta que as fichas valem dinheiro, mas a mente humana as trata assim. Você ter 1000 fichas e perder 300 te da uma preocupação e ansiedade semelhantes a de perder dinheiro ou de administra-lo de forma ruim.

Assim também acontece com finanças. O poker me permitiu ser mais frio com o dinheiro e a trata-lo como uma atitude onde eu posso perder ou lucrar. A percepção monetária que ganhamos com o poker é de ganhos infinitos. Meus investimentos renderam mais, meu dinheiro passou a ser melhor aproveitado e meu medo de perder grana foi se diminuindo ao longo do tempo.

Sempre que posso, indico o poker para algum amigo. Adoro reunir o pessoal, pegar algumas fichas e partir pro jogo. É uma sensação maravilhosa de sentir sua mente relaxar e concentrar apenas na transação de fichas. Uma decisão ruim e a perda é inimaginável. Porém, decisões bem tomadas geram lucros maravilhosos no jogo também. É um grande jogo.

Reúna seus amigos e ensine-os a jogar poker assim que puder. A diversão mental é garantida.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Jonathan Alonso’s story.