MCASH — O que o Guia do Bitcoin não entendeu.

Jonhnes Carvalho
Jan 3, 2018 · 4 min read

Não é mais novidade que a Minerworld enfrentou um problema sério em outubro o que acabou ocasionando atrasos na liquidação de alguns saques, além de uma alta demanda em nosso suporte. Muitas pessoas me perguntavam o motivo da Miner não se posicionar de modo oficial quanto ao acontecimento. Durante quase dois meses trabalhamos em silêncio, começamos a divulgar o que ocorrera em dezembro, no OpenMS. Evento que contou com a presença de mais de 2.500 pessoas.

Nesse período delicado que a empresa passou, a atenção quanto ao modelo de negócios foi redobrada e ao contrário do que noticiaram por aí, a empresa está mais viva do que nunca e, principalmente, trabalhando pela normalização do sistema. Não adianta o Guia do Bitcoin falar que a Minerworld é isso ou aquilo, quando na verdade, as críticas que fazem são bem seletivas, uma vez que nunca vi o tal guia comentando os problemas que outras empresas de Bitcoin também enfrentaram em 2017. A maneira sensacionalista e irresponsável da sua redação desrespeita as pessoas que investiram na Minerworld, e podem continuar debruçados em seus teclados, pois como diretor da empresa, estou acompanhando de perto tudo o que está sendo desenvolvido por aqui, e posso afirmar que:

TODOS OS CONTRATOS DA EMPRESA SERÃO HONRADOS.

A Minerworld está terminando de elaborar um plano para regularização de todos os saques pendentes que será divulgado na próxima semana.

Voltando à resposta ao Guia do Bitcoin, a última matéria veiculada diz: "Falsa moeda MCASH é última cartada do esquema".

Vamos entender a Mcash em 3 pontos e esclarecer as inverdades divulgadas pelo guia:

  1. A Mcash não foi criada para ser uma moeda. Ela é um ativo digital de nicho, distribuída em nosso Marketing Multinível;
  2. Não existe promessa de lucros sobre a valorização da Mcash, ela está sendo distribuída em um valor fixo de $0.10 e em março poderá ser trocada por outros ativos digitais em uma exchange parceira;
  3. O investidor da Minerworld no sistema Miner360 recebe em Bitcoin, de acordo com a quantidade de THs adquirida. A mineração de moedas digitais é um negócio lucrativo e real. O afiliado Miner360 não tem o retorno de seu investimento em Mcash e sim na moeda digital de maior liquidez do mercado. Quem recebe Mcash são as pessoas que desenvolvem o MMN como forma de remuneração dos bônus de indicação, binário e plano de carreira.

Referente à postagem:

O Guia do Bitcoin se gaba ser a maior comunidade Bitcoin do Brasil? Será que é mesmo? Conheço muitos empreendedores e entusiastas de moedas digitais que não fazem parte dessa galerinha. Essa tal comunidade de Bitcoin é formada por donos de exchanges que por várias vezes divulgaram "super investimentos em novas moedas" que no final das contas, simplesmente desapareceram em tempo recorde, o que o Guia do Bitcoin falou sobre isso? Nada, as críticas são sempre seletivas.

Sabe o que o Guia do Bitcoin pode afirmar sobre a Minerworld? Nada! O portal de notícias nunca entrou em contato com nossa assessoria de comunicação ou fez qualquer contato oficial buscando entender melhor o modelo de negócios da empresa. O que divulgam não passa de mera especulação. A Mcash que o guia chama de SCAM, atingiu 100 mil transações em menos de 30 dias, foram criados mais de 15 mil endereços e negociações de produtos em Mcash já foram concretizadas.

Com relação às demandas no Reclame Aqui, são consequências do problema que tivemos em outubro, mas estamos atendendo aos chamados e buscando soluções para os problemas dos nossos afiliados.

Estamos trabalhando para atender a todos os afiliados e os números acima não deixam dúvidas de que estamos no caminho certo. Mesmo com uma reputação regular, evoluímos bastante e buscaremos maior eficácia no atendimento. O curioso é que o Guia do Bitcoin não divulgou nada quando os únicos registros feitos neste canal eram só de elogios ao nosso trabalho e muito menos devem ter pesquisado o nome de outras empresas de Bitcoin no Reclame Aqui que possuem classifação muito pior do que a nossa.

Outro fato interessante é que enquanto todas as plataformas de Bitcoin do Brasil continuam enfrentando problemas com suporte e até pagamentos no final de 2017, o que o Guia do Bitcoin falou sobre isso? Nada! Só nos últimos 60 dias, efetuamos mais de 40 mil pagamentos de saques e assim seguiremos, honrando os compromissos firmados. O maior objetivo no começo de 2018 é normalizar todo o sistema da empresa e resguardar os interesses das pessoas que investiram na Minerworld. É nisso que estamos focados!

Fica aqui a minha primeira postagem de 2018, certo de que esse ano será de muito trabalho e, principalmente, de grandes vitórias para todos os empreendedores Miner.

GO GO MINER!

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade