Por uma cidade para todxs meu voto é Gadini 50

Como grande parte das cidades brasileiras, Ponta Grossa (PR) é cara, injusta, desigual. É uma cidade que só funciona para os poucos que possuem carro e que moram nos bairros caros.

Aqui se você não possuir um carro, será obrigado a pagar uma passagem cara (R$ 3,20) para se locomover num ônibus megalotado. Aqui se você estiver doente e não pode pagar a conta de uma clínica particular, terá que enfrentar filas em hospitais em decomposição. Aqui se você quiser assistir a uma peça de teatro, terá que ter muita sorte para encontrar alguma no centro, porque o pouco incentivo à cultura é focado para a região central da cidade. Aqui se você quiser fugir do aluguel, terá que esperar na fila para depois de um longo período TALVEZ conseguir um cubiculozinho em um bairro distante. A lista de desserviços, enfim, é enorme.

Estou cansado dessas e outras tantas humilhações pelas quais passo cotidianamente nessa cidade. Eu que estou estudante na UEPG e futuro professor, estou cansado de ver o atual prefeito, Marcelo Rangel (PPS), apoiar e receber apoio do Beto Richa (PSDB), governador do estado que atira em professor e que está destruindo essa e outras universidades paranaenses.

Ponta Grossa é uma cidade rica e poderia muito bem, com uma boa gestão, oferecer a todos os moradores uma vida digna. Porém, os políticos que atualmente estão no poder não têm criatividade e nenhuma imaginação política; não passam de representantes das oligarquias locais. Esses políticos, ao invés de trabalharem conosco para melhorar a cidade, ficam nos gabinetes luxuosos chuchando o chazinho e roubando o nosso dinheiro.

Quero uma vida melhor. Quero uma cidade para todxs. É por essa razão que vou votar no professor Sérgio Gadini, PSOL, número 50, para prefeito de Ponta Grossa. Votarei nele porque acredito que a forma de gerir a cidade precisa mudar, para torna-la menos excludente, com uma gestão mais participativa e voltada para nós cidadãos. As mais recentes gestões foram voltadas para o business, que é necessário, mas que precisa estar a serviço da cidade, e não o contrário.

Gadini está em melhores condições de construir conosco uma cidade para todxs. Acredito nisso porque sei que ele faz parte de um projeto coletivo, que há anos vem sendo construído com os movimentos sociais, as militâncias, as comunidades, estudantes, professores. Toda a sua campanha foi feita por pessoas que realmente acreditam nessa mudança. É o sonho de uma cidade melhor que vem sendo construído coletivamente e que se tornará realidade.

Nas últimas décadas (sim, décadas), Gadini esteve firme na luta contra a corrupção, na luta em defesa da educação; esteve firme denunciando a repressão contra os professores, o caos no transporte, as obras superfaturas, os negócios com as empreiteiras, o aumento da passagem de ônibus, as alianças espúrias dos políticos eleitos, etc.

Gadini conhece a cidade e o seu povo. Ele sozinho, porém, não conseguirá tornar realidade esse sonho de uma vida melhor. A cidade somente deixará de ser para poucos quando todos nós fazermos parte dessa longa caminhada. À vista disso, votarei no Gadini porque sei que ele é alguém que presa pela união e horizontalidade, é alguém que não tem medo da democracia e que sempre busca o diálogo.

Portanto, ele é alguém que quer a população participando das decisões que contribuirão para a construção de uma cidade em que não seja preciso, por exemplo, pegar uma fila quilométrica para realizar o sonho da casa própria. Ele sabe que unidos encontraremos respostas para transcendermos as aporias de nossa realidade atual; teremos mais forças para lutar contra a corrupção que consome como um sanguessuga os valiosos recursos da cidade; juntos vislumbraremos mundos novos e infinitas possibilidades para erguer uma cidade para todos.

Por essas e outras razões que Gadini eleito será uma vitória de todos nós. Nós que hoje sofremos nessa cidade desigual precisamos fortalecer essa frente votando nele. Não podemos mais votar em pessoas que roubarão parte do nosso dinheiro e a outra parte destinará para projetos que mesmo há um século já eram considerados ultrapassados.

Por essas e outras tantas razões, o meu voto é Gadini 50. Não tenho dúvidas de que votar nele é o primeiro passo na caminhada em prol da construção de uma cidade melhor para todxs.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated João Elter Borges Miranda’s story.