Boson de Higgs e o Conservadorismo

O tal de Bóson de Higgs é um freio motor, é como a água que freia os movimentos sem travá-los. Isso no mundo sub-atômico.

Ele também é responsável por dar massa ou forma à partículas, que são só energia. Como uma bola de sabão que dá forma a um monte de ar, metáfora meio forçada e talvez errada, mas para mim tem certo sentido como exemplo.

Bem, e agora, o que é um conservador? Um cara de chapéu côco, bigode, terno e bengala?

E o que é um cara progressista? Roupas descoladas, cabelos desgrenhados e empolgado?

No inicio dos tempos, lá no momento zero, todo universo era do tamanho de uma bola de tênis e continha todo e tudo que se chama universo, pelo menos é assim que a teoria do big bang define. Quando o Bang inicial foi dado tudo se expandiu, tudo era energia, antes não existia tempo, dai pra frente não falo mais nada, pois não entendo e tenho raiva de quem entende essa teoria.

Mas dizem que o caos inicial não virou o caos eterno graças a um carinha que ia freando e colocando rédeas em um monte de partículas muitcho locas que estavam dando tiro para tudo que é lado. O nosso amigo Boson.

Então, no meu entendimento, provavelmente errado do que Higgs quis dizer, é que deve existir controles e freios em tudo o que se faz. Deve-se ter um conservadorismo, manter um estrutura solida até aparecer outra nova.

Se o homo sapiens tivesse sido totalmente conservador, ainda viveríamos em cavernas ou estaríamos mortos e se fôssemos totalmente sem rédeas certamente estaríamos extintos.

O que é ser conservador e o que é ser.. não sei o antônimo exato, pois sempre vai passar a ideia de que conservar é ruim, mas vou usar liberal como antônimo. Vamos pensar o conservador como o que segura e o liberal como o que puxa algo, ou então os dois na ponta de uma corda. Vejam que coloquei o conservador como o que resiste a força empregada pelo liberal e não o que puxa em sentido contrario, o conservador não quer sair do lugar (pelo menos até que apresentem alternativa melhor). Nessa brincadeira existe o retrógrado ou reacionário, esse sim quer puxar a corda em outra direção, ele quer derrubar o liberal e quer puxar o conservador para trás.

Vamos pensar o conservador como o boson de Higgs e o liberal como partículas ou energias sem direção, apenas deslocando e ricocheteando umas com as outras ou em uma corrida desenfreada em direção ao infinito. A combinação das duas gerou os átomos, energia encapsulada, energia sob algum controle e esses átomos geram tudo o que temos no universo, as vezes essa energia se descontrola, mas volta a um estado estável.

Tento argumentar que a ideia de conservadorismo não é errada, assim como o liberalismo, mas a combinação deles é que cria algo.

Usando a analogia de um rio, podemos pensar no conservador como um barco que navega na correnteza desse rio, ele vai se ajustando para manter a estabilidade, um liberal vai querer acelerar esse processo, ou colocar asas no navio, já o reacionário vai querer represar o rio e derrubar o liberal do barco. Mas como sabemos a água não se entrega tão fácil para obstáculos e ela vai, em algum momento, contornar ou mesmo derrubar essa barragem.

Não sei se cheguei ao ponto que queria, esse é um assunto muito complexo e que permite muitas visões, o que quero dizer é que o conservadorismo não é errado como muitos querem que você acredite, e que reacionários não são conservadores e mais ainda, é possível ser conservador em alguns assuntos e liberal em outros, isso não é contradição e mais ainda, pode-se ser conservador em alguns temas e não ser contra os liberais desses mesmos assuntos.

Usando argumentos que já falei em um texto sobre complexidade, que argumenta sobre os limites de uma ideia, esses contornos não são fixos e excludentes, por isso vou deixar alguns parágrafos sem amarras e sem muita explicação, abaixo.

Conservador é um cético? Talvez o conservador não tenha a mesma fé que um liberal tenha. Ou então o conservador goste mais de uma zona de conforto, o que necessariamente não significa estar errado.

“Pasto novo para cavalo velho, pasto velho para cavalo novo”. Sempre gostei de frases populares e essa expressa bem como a empolgação da “vassoura nova” pode melhorar um processo estabilizado e como a experiência pode moldar um novo processo.

Homeostase, processo de controle de sistemas vivos, é um dos conceitos que mais uso atualmente diante das leituras do Antonio Damásio. Existe homeostase em quase tudo, seres vivos, células, organizações humanas, empresas, comunidades, cidades, zilhões de “auto-regulagens” que convivem paralelamente e se entrelaçam em tudo que apresenta “vida”, movimento. E os princípios básicos de manutenção são dor e prazer, ou retroalimentação negativa e positiva. E todas tendem a um fim como unidade básica, mas perpetuando o sistema maior.

Tem muitas coisas que eu não faço e não faria, mas não vejo erro em outras pessoas que o fazem. Muitas coisas que não entendo por não ter a vivencia e as crenças de outras pessoas, mas não a julgo ou culpo por suas ações, isso me classifica como conservador ou liberal?

Tendemos a pensar em coisas passadas, antigas, clássicas, como conservadoras e as novas como liberais, grande engano. Certamente encontraremos na arte clássica muito mais ideias “avançadas” do que nos textos e argumentos atuais de jovens “moderninhos”.

Ser liberal, conservador, os dois? O mais importante é saber o que é cada um, em que âmbito, se questionar e só mudar se for natural, evite ao máximo o reacionarismo, a idealização de um passado que não existiu. Não volte a ser uma bola de tênis aguardando um novo big bang.