Bala e Bala

  • Estão invadindo o herbário!
  • Me dá a pistola rápido! Vou meter-lhe bala nesses desgraçados!

O que pensam esses canalhas em invadir a Fundação, mato os dois! Não sei atirar é verdade, mas meto-lhe fogo nesse infelizes! Posiciono-me na porta e finco fogo, bala e bala!

  • Baraldo, não posso atirar, posso ser demitido — disse meu orientador
  • Não tem problema, eu atiro! Filhos da puta! Pensam que acabarão com isso aqui?Jamais! Morro, mas não me entrego!

Assim foi, fiquei na porta e bala e bala! Pensei: esse é o material testemunho, jamais me impedirão de descrever esta espécie!

  • Morram infelizes!

Bala e bala! Acertei os dois! Caíram podres no chão! HÁ HÁ HÁ HÁ!

Droga! Fui atingido pelas costas!

Tudo fica escuro e gritos de inconformidade tomam conta do meu ser…

Like what you read? Give BaraldoM a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.