A loucura do povo-Poesia

Para ser sábio não precisa ser uma pessoa esperta

Nem de uma mente de poeta,

Só a coragem de fazer a coisa certa

Atingindo a meta,por mais difícil que seja ela

Demonstrando em cada verso e letra,

A sabedoria da caneta.

— — — — — — — — — — — — — — — — — -

Sábio é aquele seja velho ou novo,

Mesmo errando,nunca desiste,tenta de novo

Dizem que eles são loucos,

Mas nós que somos bobos

Pois a loucura dos sábios está no povo.

— — — — — — — — — — — — — — — — — —

Tento entender,estudo noite e dia,

Com a finalidade de compreender o mundo com a Filosofia

Mexe com minha cabeça como se fosse uma magia

Será um feitiço ou só a poesia demonstrando sua hegemonia?

Em cada verso esclareço o que sinto,

Não me sinto um sábio mas talvez um profeta do próprio destino.