Eu, João

Olá Johnson & Johnson, sou o João Vitor e é com um prazer imenso que escrevo essa carta para vocês. Sou de uma pequena cidade no interior de São Paulo chamada Nhandeara. Essa cidade existe, está no mapa rs.

Nhandeara — SP. Noroeste paulista.

Morei em Nhandeara até os 17 anos e, durante esse período, dediquei meu tempo à escola e ao futebol. No ano em que completei 18 anos, mudei para São José do Rio Preto para fazer cursinho pré-vestibular e ingressei na Universidade Estadual de Londrina, fato que considero minha primeira conquista importante em minha vida.

Bixo Feliz

Londrina foi uma experiência incrível. Digamos que antes de ingressar na faculdade eu estava dentro de uma bolha, não conhecia o mundo, as diferenças, era uma pessoa conservadora nas ideias e atitudes. Morar fora do meu estado, conhecer culturas diferentes e ter que me adaptar ao novo ambiente foi uma tarefa complicada e que me fez crescer muito pessoalmente.

Apesar de eu estar feliz no Paraná, ainda não me sentia realizado. Meu sonho era estudar em uma universidade publica no estado de São Paulo. Pesquisando sobre transferência externa, encontrei a chance de estudar na UFSCar. Eram 7 vagas e me inscrevi no processo. Dos 84 inscritos, passei em quarto lugar.

Durante minha graduação, foquei na pesquisa e desenvolvimento. Gostaria de destacar minha bolsa de iniciação científica financiada pela FAPESP, sendo o primeiro aluno do meu curso a conseguir recurso com o apoio desse órgão de pesquisa. Além disso, como gosto de ensinar e ajudar as pessoas, optei por ministrar monitoria voluntária na disciplina de Sistemas de Controle 1.

Congresso de Iniciação Científica — UFSCar.

Confesso que minha graduação não foi só estudos também rs. Fui nas festas, fiz amigos, namorei. Hoje se você perguntar aos meus amigos e familiares quem eu sou, tenho certeza que a primeira coisa que virá na cabeça deles serão as palavras honestidade, bondoso e responsável. Agora, o que eu acho da minha pessoa, posso dizer que sou um homem com forte senso crítico e de justiça, com valores inegociáveis e preocupado com as pessoas que fazem sentido em minha vida.

Falando agora da experiência de vida mais sensacional que tive em minha vida. Fiquei um mês inteiro na Austrália, estudando inglês e passeando. Conhecer a cultura de outros países, estar num lugar sem conhecidos e com um idioma completamente diferente do português me fez repensar as prioridades da vida e o sentido de felicidade. Hoje posso dizer que sou uma outra pessoa, me descobri aventureiro e desbravador, interessado por trocar conhecimento com outros povos e estou fazendo disso meu hobby. Leio bastante sobre viagens, gastronomia de outros lugares (gosto de cozinhar), natureza e animais.

Tasmânia.
Melbourne.

Eu desejo ser Trainee J&J porque quero estar presente na vida das pessoas, ajudar as pessoas e suas famílias a terem uma ótima experiência diária com os nossos produtos e serviços. Além disso, vejo no programa de Trainee a oportunidade de me desenvolver profissionalmente e pessoalmente, pois acredito que encontrarei um ambiente desafiador e ao mesmo tempo colaborativo.

Por fim, quero ser lembrado por ser uma pessoa livre de preconceitos, que luta por igualdade de gênero, cor e orientação sexual. Não quero que as pessoas me reconheçam pelo dinheiro ou pelo trabalho profissional. A lembrança que quero ter é: ele teve as oportunidades, aproveitou, venceu na vida e ao mesmo tempo não esqueceu daqueles menos favorecidos e jamais deixou de estender a mão para alguém.