Mídias Sociais — Tendências para 2016?

Sim, o ponto de interrogação foi colocado propositalmente no título. Estamos na reta final de 2015 e está na época de surgirem os textos intitulados “10 práticas para você aumentar o engajemento em 2016”, “7 dicas para você sair na frente em 2016”, “5 regras de ouro para você conquistar o mercado em 2016”.

Ok, já entendemos isso.

Título atrativos para obterem mais acessos e de certa forma gerar conteúdo. Esqueça as previsões do futuro, podemos substituir o 2016 por qualquer outro ano, vou explicar o por quê.

  • Tendências: Não acredito que alguém deva dizer a você o que o seu cliente gosta, ou necessita através de um texto genérico. Qual a pessoa mais capacitada e informada para saber o que o seu público quer a não ser você mesmo?
  • Plataformas: As plataformas atuais de mídias sociais apresentarão novas funcionalidades e sempre surgiram novos aplicativos / mídias sociais. Talvez o grande aplicativo de compartilhamento de fotos ou vídeos de 2016 esteja em processo de lançamento neste momento. Mas não se preocupe! Não fique desesperado ou procurando uma lista de 10 métodos inovadores para o próximo ano que vem. Vou fazer uma adaptação (horrível) de uma frase do 2Pac porém achei conveniente “Guerras vão e vem, mas meus soldados são eternos”, vamos trocar para: Plataformas vão e vem, mas a essência é eterna. Falei que seria horrível, mas você conseguiu captar a mensagem.

Invista tempo, energia e trabalhe arduamente onde o seu público está e não onde você quer que ele esteja.


Devido ao avanço da tecnologia e da aumento da cobertura mundial de redes, o número de pessoas conectadas a qualquer plataforma aumenta todos os dias, assim como o tempo de permanência em contato constante com a tecnologia. Essa é a principal tendência que você deve trabalhar: um mundo mais conectado e dinâmico a cada segundo.

Estude o seu público, analise, documente e realize experiências para descobrir as melhores práticas para você, com o agrupamento destes itens você terá uma banco de dados sólido e preciso sobre o seu público. Consequentemente poderá adaptar e saber a melhor forma de se comunicar com a sua base independente de qual plataforma estiver no seu auge, ou ser a novidade da vez.

Imagine que o cliente X está no Facebook e Instagram, caso o mesmo cliente comece a utilizar o Snapchat, a dinâmica da plataforma e a forma da comunicação muda. Porém a essência do cliente X permanece a mesma. Se você o cativou no Facebook e Instagram e conhece o comportamento do seu cliente, terá a expertise de conquistá-lo no Snapchat ou em qualquer outra plataforma.

O vento das mídias sociais muda diariamente, você pode baixar as velas e deixar ser levado junto com todo mundo, ou ajustar as velas para permanecer o mais perto possível do seu público, acompanhar a evolução do mercado e estar preparado para qualquer tempestade.

Texto publicado originalmente no meu LinkedIn.


Se gostou do texto, não esqueça de clicar no botão Recommend logo abaixo, assim você irá ajudar outras pessoas a encontrarem este texto.

Jordan Hang
contato@jordanhang.com.br

Texto gerado ao som de: AC/DC live at Donington 1991.

Aproveite e confira outros textos meus publicados no Medium:
As redes sociais em tempos de crise
Velório Social
O mercado imobiliário e a internet!