Qwan Ki Do: arte marcial vietnamita

No passado esta técnica era utilizada para atacar adversários que estivessem montados a cavalo, e quase sempre eram mortais, pois visam a articulação do pescoço com um movimento de tesoura voadora com as pernas.

História
O Qwan Ki Do traz raízes das mais antigas técnicas das artes marciais. Representa, em sua terminologia recente, a realização de 25 anos de estudos e pesquisas efetuadas por um dos maiores expoentes das artes marciais sino-vietnamitas: mestre Pham Xuan Tong. Nascido em 17 de julho de 1947, em Ninh Binh, perto de Nam Dinh (Tonkin), Pham Xuan Tong elaborou uma síntese dos mais célebres estilos de artes marciais chinesas e vietnamitas. No Vietnã, foi discípulo de mestre Chau Quan Ky que o designou, por testamento, sucessor e depositário de sua Escola. Foi ainda beneficiado pelo ensino da arte marcial vietnamita de seu tio-avô Phan Tru e dos mestres Long Ho Hoi, Phan Thanh Su e Le Van Kien.

Em 1968, mestre Pham Xuan Tong partiu para a França para terminar seus estudos. Passa então a empreender o trabalho de sintetizar as duas grandes correntes que aprendera, para tanto servindo-se de elementos da herança do Extremo Oriente e integrando certas descobertas recentes do campo da Educação Física e da Pedagogia do Ensino: surge o Qwan Ki Do.

Princípios
O Qwan Ki Do designa o caminho da energia vital. Trata-se de uma disciplina objetiva e rica em técnicas e combinações de golpes. O duro e potente se estremeia ao flexivel e suave, na utilização das diversas partes do corpo para ataque e defesa. São usadas torções e projeções, chaves,estrangulamentos e imobilizações, combate corpo a corpo e com armas tradicionais vietnamitas. É feito um trabalho de potência e endurecimento, velocidade e flexibilidade, concentração e outros aspectos importantes das artes de combate.

A pratica com armas é parte inseparável do Qwan Ki Do

A presença marcante das mulheres no aprendizado e ensino do Qwan Ki Do é oriunda da ênfase na técnica correta e no cultivo da energia vital que dispensam força física excessiva

Armas
O Qwan Ki Do, cuja orientação baseia-se não somente na arte marcial, mas também na arte guerreira vietnamita, inclui o estudo das armas tradicionais como parte integrante da formação do praticante. Além disso, no plano de vida cotidiana, o conhecimento de uma ou várias armas permite enfrentar agressões utilizando-se de objetos banais de uso diário como material defensivo (bastão, guarda chuva, caneta, revista, etc). Essas armas tradicionais se dividem em várias categorias: 
• Armas Cortantes ( sabre, foice, faca …) 
• Armas Longas ( bastão longo, alabarda, tridente, etc) 
• Armas Articulares ( Long gian, Tam thiet gian, etc) 
• Armas de Arremesso ( pequenas flechas, faca voadora, etc)
• Armas Rudimentares ( pá, ancinho, etc).

Competições
De acordo com os desejos do mestre fundador e para evitar qualquer espírito de “campeão” incompatível com a filosofia da arte marcial, e manter um alto nível técnico, diversas regras condicionam a participação em uma competição.

Os encontros se desenvolvem por equipes de 3 ( exceto os encontros de armas tradicionais e femininas).

Na categoria “Ataque Livre” cada combate deve ser precedido de uma prova técnica (encadeamento do Thao Quyen) apresentado pela equipe ou pelo capitão.

Uma luva, usada em uma só mão, autoriza o contato com a cabeça, e o contato total só é permito em treinos supervisionados.

Organização Internacional
A World Union of Qwan Ki Do, nasceu na Itália, em 1981, e constitui-se no orgão supremo dessa arte marcial. Divulga a filosofia sino-vietnamita e organiza o Qwan Ki Do em cerca de 20 países. A organização internacional do Qwan Ki Do alia-se a um centro de pesquisas, representado na Itália pelo Centro Ambrosiano da Medicina Esportiva, com tarefas de representação médico desportivo e traumatológico.

Início no Brasil
O Qwan Ki Do foi introduzido no Brasil no ano de 1983, pelo Mestre Serge Baubil, que de 1983 à 1988 expandiu o Qwan Ki Do em vários estados brasileiros entre eles Amazonas, Amapá e Rio Grande do Sul, vindo a estabelecer-se em São Paulo, onde permaneceu por aproximadamente 4 anos. Em 1989 mestre Serge deixa o Brasil com destino ao Canadá e desde então o Qwan Ki Do vem sendo desenvolvido através da União Qwan Ki Do Brasil.

Desde 1989 o Qwan Ki Do está sendo praticado à nível de academias, clubes, associações desportivas e principalmente em diversas escolas particulares. A União Qwan Ki Do Brasil tem por finalidade, dirigir, desenvolver, orientar e difundir o Qwan Ki Do no Brasil, organizando e fiscalizando campeonatos e torneios de acordo com as regras reconhecidas pelas entidades de hierarquia superior e estimulando por outro lado, a realização de eventos, competições e torneios interestaduais.

ver http://globoesporte.globo.com/ap/noticia/2014/01/qwan-ki-do-arte-marcial-milenar-que-ganhou-tradicao-e-forca-no-amapa.html

link https://www.google.com.br/search?q=Qwan+Ki+Do&oq=Qwan+Ki+Do&aqs=chrome..69i57j69i61&sourceid=chrome&ie=UTF-8#tbm=vid&q=qwan+ki+do+brasil